Guerra de “Alto Nível”?

Maus E Enganadores Indo De Mal A Pior!

POR FAVOR, VERIFIQUE SE HÁ NECESSIDADE DE CONFIRMAR SUA CURTIDA A SEGUIR:

OBRIGADO PELA GENTIL ATENÇÃO!

Durante aquele Congresso Profético-Apostólico foram oportunamente montados estandes onde os autores presentes poderiam vender quaisquer materiais que produzissem e achei por bem adquirir esse livro da — de acordo com as referências grafadas na última capa — “general do Exército do Altíssimo”, “general do Exército do Deus Vivo” ou, conforme a própria autora “humildemente” relata na página 17, “…e, pela graça de Deus, Ele me tem colocado como uma de suas generalas”.
O livro intitulado “Guerra de Alto Nível” foi escrito por de Ana Méndez-Ferrell e, aquela edição, lançada pela editora manauara Jeová-Shammah Publicações.
O fato dessa mulher tanto ter desmerecido o Senhor Jesus Cristo (ao supô-lo como “padroeiro” da cidade do Rio de Janeiro) quanto ter sugerido práticas diretamente relacionadas à herética doutrina de Gaia colaboraram não só para me fazer desistir de continuar participando daquele verdadeiro culto satânico, mas me tiraram qualquer entusiasmo de prolongar minha exposição às suas ideias, muito menos de emendar numa leitura de seus escritos.

Tudo o que eu mais queria era o aconchego de um culto racional e relatar a meu querido pastor —a quem estivava como um pai — sobre as loucuras que testemunhei, porém ele me pediu para adiar a conversa até que ele próprio acabasse de ler “um livro muito especial” sobre o qual estariam fundamentadas algumas mudanças revolucionárias a fazermos na igreja e que, assim que terminasse, logo iria me emprestar para que eu também pudesse ler…
Deus não faz nada errado e creio firmemente que tudo isso ocorreu no tempo exato para que eu pudesse entender que estava na hora de começar a “nadar sem a pranchinha de isopor”: no segundo domingo após essa conversa, em 6 de fevereiro de 2005, o diabo entrou com honras pela porta da frente e me forçou a descobrir que meu tão querido “paistor” também não passava de mais um lobo tão somente em busca de lucros quanto os outros que até então julgava hereges insanos.

EM BUSCA DE SANIDADE

Essa catastrófica sequência de decepções religiosas conseguiu abalar até minha saúde, intensificando o quadro de ansiedade e depressão que facilmente domina os que vivem sob a desnecessariamente opressiva rotina rejudaizante do que as empresas eclesiásticas apresentam como se fosse “batalha espiritual”: muitos, diante de tão intenso sofrimento, simplesmente abandonam a fé e se lançam ao “mundão”; outros, não resistindo à tanta pressão, até se suicidam!
Eu — reconhecidamente não por mérito próprio — só me apeguei cada vez mais à Palavra, só meditei na Verdade, só intensifiquei minha busca por Deus e acabei me tornando tão profundamente incrédulo no ser humano (a despeito do título ostentado) que, para fugir do desespero, submergi nas Escrituras — comparando versões, recorrendo ao grego, entendendo sua cronologia… — até que no dia 03 de abril de 2005 concluí e publiquei a análise onde confrontei as palavras de Ana Méndez-Ferrell em “Guerra de Alto Nível” com a Palavra de Deus.

A “GENERALA”

A justificativa para o jactante título ostentado só vai aparecer quase no final do livro:

As patentes no exército de Deus são adquiridas não porque alguém tenha muita revelação, mas pelas vitórias contra o inimigo. A derrota de um grande principado catapulta (projeta acima, promove) o combatente a esfera de maiores influências no mundo espiritual.

página 119

Como é possível alguém afirmar ter alcançado a mais alta patente apresentando uma visão tão tosca da hierarquia militar?
Isso me foi notável desde que testemunhei pessoalmente sua estúpida pretensão de rebaixar o Senhor Jesus Cristo ao posto de padroeiro — título tipicamente católico e equivalente à função de reles guardião de uma única cidade: postos de vigia são ocupados por soldados, supervisionados por sargentos e assim por diante.

De cima para baixo, o posto de Comandante — Diretor, Chefe… ou qualquer uma das diversas possíveis diversas alcunhas para o líder de uma determinada unidade — é inerente a mais alta patente que exista no âmbito de uma organização militar.
No caso do exército, em tempos de paz, o Comandante é um general que, inclusive, pode delegar comando, poderes e autoridade a seus subalternos, porém sem nunca deixar de ser o maior responsável por tudo o que ocorrer em suas tropas: ainda que por alguma razão — idade, saúde ou quaisquer fraquezas do corpo humano — deixe de estar na posição de comando, nunca perderá seu posto de general nem , diante disso, será exposto ao exercício de funções degradantes ou incompatíveis com sua patente.
Guarde esse conceito, pois ainda será utilizado.

EXPERIÊNCIAS

Em outro trecho podemos descobrir no que essa senhora se fundamentou para escrever esse livro:

Escrevo este livro, baseando-me em uma profunda revelação e vasta carreira no âmbito da guerra espiritual.
Creio que não somente a teologia é necessária, mas também a experiência de pioneiros que têm pagado o preço, ao se juntarem, dar-nos-ão uma base sólida para sairmos vitoriosos do combate.

página 13

Estaria essa senhora confundindo “teologia” — que é qualquer estudo, mesmo que absolutamente desvirtuado, com referências bíblicas — com a inerrância das Sagradas Escrituras em sua totalidade?
Seria essa uma proposta de equivalência entre os registros bíblicos e a empírica, quando não totalmente enganosa, “experiência de pioneiros”?
Vejamos o texto seguinte:

É meu parecer que os capacitados para trazer-nos luz acerca dos perigos, dos erros e das grandes estratégias de guerra são os que a enfrentam e vencem.
Em todos os grandes movimentos do Espírito Santo, o diabo sempre tem levantado opositores que são os que não tiveram experiência com a revelação profunda do que Deus está fazendo, mas que têm “uma forte opinião” pessoal.
O rei Saul tinha “uma forte opinião” de como vencer Golias com sua pesada armadura, mas a verdadeira sabedoria e a unção para fazê-lo, quem as tinha era o pequeno Davi.
Isto não é uma exceção em matéria de guerra espiritual, e é o que tem trazido grandes danos ao reino das trevas.

páginas 13 / 14

A começar pelos textos veterotestamentários de Deuteronômio 5:32, Deuteronômio 17:11, Josué 23:6, II Reis 22:2, Provérbios 4:26-27 e Isaías 30:21 — onde consta a clara instrução para que não nos desviemos da Palavra nem para a direita nem para a esquerda — permitam que eu acrescente outras passagens bastante esclarecedoras:

Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.
(…)
Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.
(…)
O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.
(…)
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
(…)
Mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.

(Isaías 40:8 / Mateus 5:18 / Mateus 24:35 / Gálatas 1:8 / 1 Pedro 1:25 – ACF)

O livro não nos fornece uma lista das pessoas que apresentaram suas “uma forte opinião” a essa senhora no passado, porém a presente análise sequer se baseia em minha opinião, antes está fundamentada na mais forte opinião que possa existir nesse planeta: A PALAVRA DE DEUS!!!

ATIRANDO PARA TODOS OS LADOS

Aliás, os dois termos que fui forçado a aplicar no meio cristão evangélico depois de tantos “sustos” com heresias e invencionices são exatamente os das referências veterotestamentárias:
A “DIREITA”: normalmente ligada às denominações tradicionais e sendo consumida pelo pragmatismo como o de de Rick Warren, com seus métodos humanos e psicológicos de fazer a obra de Deus;
A “ESQUERDA”: mais comum entre os pentecostais e onde nos deparamos com um tipo tão ferrenho de batalha espiritual que se aceita o abandono das Escrituras para, com destaque para as experiências pessoais, “mover o sobrenatural” e “combater Satanás”.

O mais curioso e surpreendente de tudo é que acabei encontrando um elemento comum a essas duas vertentes: o falecido C. Peter Wagner que, além de ter sido um dos facilitadores da diabolicamente pragmática “Igreja com Propósitos”, também poderia ser encontrado na “Rede Internacional de Guerra Espiritual” e — confirmando o poder de sua influência — teve a responsabilidade de ser o introdutor, através de um comentário (também resumido na primeira orelha), dessa obra herética aqui analisada.

SATANÁS AMA AMBIGUIDADES E, PARA ELE, A “ACERTADA PROFUNDIDADE NA BÍBLIA” É RASA, PERMITINDO TODA SORTE DE DETURPAÇÕES. PETER WAGNER CONCORDA!

Qualquer um que tenha noção da realidade e o mínimo de conhecimento bíblico deveria ser capaz de identificar que o discurso ao lado, de fato, quando se refere à intensificação da guerra espiritual após dois mil anos, porém acaba apontando para uma profecia que se opõe e revela os interesses de quem produz, se alia ou segue conteúdos como o deste livro:

Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.

(1 Timóteo 4:1-2 – ACF)

Sou levado a desconfiar que a frase que conclui o comentário feito por este senhor sobre “Guerra de Alto Nível” teve sua pontuação grafada de forma equivocada, sendo possivelmente, a versão mais correta:
“Este é um livro essencial para todo obreiro cristão??? Sério?!”

Infelizmente, observando outros indícios da ânsia por influência e poder terreal demonstrados por esse senhor durante sua vida, podemos chegar a conclusão realmente tenebrosa de que para ele tanto fazia estar na “direita” ou na “esquerda”: o importante era estar envolvido em quaisquer movimentos que promovessem o desvio da verdade bíblica!

UM CRISTO EXIBICIONISTA

Quando a senhora Ana Méndez-Ferrell inicia os relatos de sua conversão, agruras e ministério, aproveita para manipular emoções inserindo uma série de estórias fantásticas que, verificadas atenciosamente, não encontram qualquer fundamentação bíblica.
Vejamos, por exemplo, o primeiro momento da “conversão” desta senhora:

Tinha dezoito anos quando o próprio Senhor Jesus Cristo apareceu em meu quarto. Era noite e o céu estava nublado, já que era a temporada de chuvas.
Estava no meu quarto preparando um exame final quando alguma coisa tirou minha concentração dos estudos. Comecei a sentir a impressão de que algo sumamente poderoso me atraía para a janela. Levantei-me com curiosidade para ver o que era aquela força que me chamava.
Quão grande foi a minha surpresa ao ver que em meio àquelas nuvens, refulgia uma luz maravilhosa! Era como uma estrela gigantesca, algo que nunca em minha vida havia visto.
Fiquei uns momentos buscando esclarecer o que poderia ser aquilo. Quando de repente, uma luz intensíssima se desprendeu da estrela e entrou pela janela, enchendo meu quarto com um fulgor deslumbrante.
Caí ao chão como morta, não podia levantar o rosto nem mover nenhuma parte do corpo. De meus olhos, começaram a brotar lágrimas incontidas. Meu coração não podia conter-se ao estar ante o que era um amor e uma bondade indescritíveis. Uma estranha mistura de sentimentos surgia em meu interior. Sentia-me, ao mesmo tempo, imunda e insignificante; e por outro lado, a mulher mais afortunada do universo.
De repente, deixei de ver o que me rodeava, encontrava-me em um êxtase maravilhoso. Não sabia o que estava acontecendo, mas meus olhos viam o Senhor Jesus em toda Sua majestade. Estava submersa na sabedoria e no amor de Deus. Enquanto estava ali, pude ver como todo o conhecimento coexistia e se revelava. Nada me era oculto.
O Senhor falava e eu escrevia com dificuldade em um papel. Não sei quantas horas se passaram. Pouco a pouco, a visão foi desvanecendo, e encontrei-me atirada no chão banhada de lágrimas e com um papel na mão que dizia:
“Eu sou Jesus Cristo, teu Senhor, e vim para dizer-te que a seu tempo, dar-me-ei a conhecer a ti, porque serás minha serva e virei a ti através de um homem de olhos azuis”.
A partir daquele momento, fiquei profundamente enamorada de Jesus. E começou a busca mais desesperada por encontrá-Lo e servi-Lo.
Naquele tempo, no México, onde cresci, não se ouvia falar de uma igreja cristã, pelo menos, no mundo onde eu andava. Eu fui educada como católica, e o único lugar que me ocorreu de começar a busca foi na instituição Católica Romana.
Pouco depois daquele encontro com Jesus, fui morar na França, no ano de 1974. Ali me dediquei a assistir à missa e a tomar a hóstia todos os dias. Assim passaram-se dois anos, e nunca, nem a menor manifestação da Sua presença foi sentida por mim.

páginas 27 / 28

Acho que este relato merece uma observação minuciosa, pois é bastante semelhante à algumas dessas aparições da Rainha dos Ares que têm ocorrido por todo o mundo e pode gerar três questões no mínimo intrigantes:

  1. Desde quando Jesus Cristo necessita de psicografia para enviar uma mensagem?
  2. Se não houve conversão, se não houve restauração, se não houve pacto, se não houve cura… qual o objetivo real desse “show pirotécnico” apresentado por esse suposto Jesus?
  3. Foi feito o teste dos espíritos citado em 1 João 4:1-6?

Tomemos como exemplo o encontro pessoal que o apóstolo Paulo teve com Jesus Cristo.
Mesmo sendo perseguidor ferrenho dos cristãos, ele possuía (no mínimo) conhecimentos profundos da lei mosaica e seu encontro com Cristo gerou ações imediatas: cegueira, conversão, cura, ministério… tudo mostra que um encontro pessoal com Jesus Cristo é fator definitivo para qualquer linha de ação.
As mudanças causadas sempre são positivas, efetivas e, recordando o exemplo veterotestamentário do profeta Jonas, por maior que seja a relutância do indivíduo… a palavra do Senhor sempre se cumpre!

Já no caso dessa senhora, além de usar um método comumente utilizado pelo espiritismo — psicografia nada mais é que uma modalidade de possessão —, este Jesus que se exibiu a ela ainda permitiu a exposição dessa mulher ao vodu e à possessão por espíritos malignos nos anos posteriores a esse encontro… além de uma série de agruras pelas quais um encontro real com o legítimo Senhor Jesus Cristo certamente teria evitado!
Quem puder ler “A Face Atraente do Mal”, de Johanna Michaelsen (Arte Editorial) terá oportunidade de observar muitos pontos de semelhança entre o suposto Jesus de Ana Méndez e o que aparecia nas sessões de mentalização de Johanna.
Este Jesus apresenta a justificativa para tal evento mais tarde:

Era necessário que vivesses as profundezas do diabo por causa do chamado que tenho para tua vida.
Eu nunca te deixei nem nunca te abandonei, nem nunca permiti que te matasse como ele queria fazê-lo.
Mas Eu queria que conhecesses as fraquezas do diabo e suas limitações, que perdesses o medo e que entendesses os pontos fracos do coração e da vida dos seus ministros, porque eu vou te usar grandemente para libertar povos e nações e para destruir as obras do diabo.

página 44

Chegam a ser risíveis tais afirmações, pois este Jesus de meia-pataca acaba tornando esta mulher num tipo de “corredentora” através dos suplícios aos quais foi submetida.
Realizando um confronto entre esse caso e o do fiel e temente Jó (que definitivamente não era habitado pelo Espírito Santo!), no qual Deus permitiu que Satanás o testasse tomando absolutamente tudo — até mesmo a saúde! — que possuía, porém em momento algum Jó foi possesso por demônios!
Que maneira mais radical de se aprender a lidar com o diabo, não?
Principalmente se analisada diante dos seguintes textos:

Pois Cristo também foi sacrificado uma única vez por nossos pecados, o Justo pelos injustos, com o propósito de conduzir-nos a Deus;
morto, de fato, na carne, mas vivificado no Espírito.
(…)
Jesus, no entanto, havendo oferecido para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à direita de Deus, aguardando, daí em diante, até que seus inimigos sejam submetidos por estrado de seus pés.
Porquanto, com uma única oferta, aperfeiçoou por toda a eternidade todos quantos estão sendo santificados (…) Afinal, onde todas as transgressões foram perdoadas, não existe mais qualquer necessidade de oferta de sacrifício pelo pecado.
(…)
Não vos sobreveio tentação que não fosse comum aos seres humanos.
Mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além do que podeis resistir.
Pelo contrário, juntamente com a tentação, proverá um livramento para que a possais suportar.

(1 Pedro 3:18 / Hebreus 10:12-14, 18 / 1 Coríntios 10:13 – KJA)

Se mesmo àqueles que O conhecem ele não envia tentação maior do que a suportável… será que o verdadeiro Jesus Cristo entregaria uma criatura que ainda sequer havia se convertido a tais testes com Satanás?
Isso só torna o relato dessa senhora mais do que estranho em comparação com as Escrituras…

Encerrando a análise desse absurdo trecho, é importantíssimo também destacar o papel que esta mulher alega ter recebido do próprio Jesus Cristo — libertar povos e nações — para confrontar diretamente com o relato bíblico:

Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele:
Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos;
E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

(João 8:31-32 – ACF)

Se a Verdade que liberta está na Palavra contra a qual esta mulher está em notável oposição, que tipo de liberdade esta “generala” — se é que ela é digna desse título inexistente e semelhante ao de “presidenta”, só visto pela primeira vez anos após este episódio, em um governo socialista — está oferecendo?

A MAIOR ABERRAÇÃO

Agora é o momento de apresentar a mais nova “doutrina” que essa senhora pretende introduzir nos lugares por onde passar com sua “Guerra de Alto Nível”: é algo tão absurdo que preferi digitalizar e apresentar tanto como imagem quanto como texto transcrito porque simplesmente não acreditei quando li!

Recordo quando minha irmã Mercedes partiu para a glória. Deus me falou claramente:
“Estou formando um exército poderoso para os últimos tempos, que operará junto com meus anjos, e é necessário que uma de vocês duas guerreie a partir dos Céus e a outra da Terra!” E ela foi a afortunada!
Em Jesus, os céus e a Terra são uma só coisa, e Mercedes está cheia de glória esperando-me com os braços abertos e, seguramente, intercedendo em todas as minhas batalhas.

página 131

Piedade!
Esta deve ser uma das maiores heresias escritas em um livro que se diz cristão até os dias de hoje!!!
Sabendo, conforme Salmos 148:1-6, que todo o exército celestial foi criado completo, de uma só vez e sem previsão (ou necessidade) de adicionar humanos… que “general” patética é essa que desconhece até os rudimentos da Constituição divina?

Assim como a nuvem se desfaz e passa, assim aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir.
(…)
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
(…)
E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo.

(Jó 7:9 / Eclesiastes 9:10 / Hebreus 9:27 – ACF)

Não satisfeita por afirmar que a irmã assumiu uma função exclusivamente angelical, ela comete uma aberração teológica e, usurpando atributos da trindade divina, afirma que “seguramente” alguém morto intercede por ela!
Nas escrituras encontramos:

Do mesmo modo, o Espírito nos auxilia em nossa fraqueza;
porque não sabemos como orar, no entanto, o próprio Espírito intercede por nós com gemidos impossíveis de serem expressos por meio de palavras.
E aquele que sonda os corações conhece perfeitamente qual é a intenção do Espírito;
porquanto, o Espírito suplica pelos santos em conformidade com a vontade de Deus.
(…)
Pois Cristo não adentrou a um santuário erguido por mãos humanas, uma simples ilustração do que é verdadeiro;
Ele entrou nos céus, para agora se apresentar diante de Deus em nosso benefício.
(…)
Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e o ser humano, Cristo Jesus, homem.
(…)
Entretanto, o mediador não representa somente um, mas Deus é um só.

(Romanos 8:26-27 / Hebreus 9:24 / 1 Timóteo 2:5 / Gálatas 3:20 – KJA)
SUA IRMÃ VIROU UMA HEREGE: CORRA, GÊMEA INTERCESSORA GUERREIRA POST-MORTEM… CORRA!

Não bastasse essa mulher derrubar alguns pilares bíblicos baseada em sua “revelação profunda”, ela ainda apresenta a si própria e sua irmã morta revestidas de atributos divinos, equiparáveis aos poderes da entidade conhecida como “rainha do céu“… erroneamente identificada pelos católicos como Maria, a santa mulher escolhida pelo próprio Deus para tornar o Verbo em carne e que agora, merecidamente, repousa junto ao Senhor.

ACESSO AO PERDÃO

Quem perdoa os pecados?
Se você não sabe, desde o Antigo Testamento — ou seja, antes de Cristo — essa é uma prerrogativa exclusivamente divina:

E se esse meu povo, que se chama pelo meu Nome, se humilhar, orar e buscar a minha face, e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e seus erros e curarei a sua terra.
(…)
Confessei-te o meu pecado, reconhecendo minha iniquidade, e não encobri as minhas culpas.
Então declarei:
Confessarei minhas transgressões para o SENHOR, e tu perdoaste a culpa dos meus pecados.
(…)
Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum dos seus benefícios!
É Ele quem perdoa todos os teus pecados e cura todas as tuas enfermidades.

(2 Crônicas 7:14 / Salmos 32:5; 103:2-3 – KJA)

Vindo Cristo, na passagem de Marcos 2:1-12 vamos vê-lo lidando com um paralítico: primeiro perdoando seus pecados para, numa providencialmente didática sequência, curá-lo.
Como o fato em questão nesse episódio era a deidade de Jesus Cristo, Ele aguardou para apenas atuar miraculosamente em resposta a uma questão fundamental que os doutores da lei ali presentes formularam, talvez sem sequer pronunciar, em seu íntimo:

“Como pode esse homem falar desse modo?
Está blasfemando!
Quem afinal pode perdoar pecados, a não ser exclusivamente Deus?

(Marcos 2:7 – KJA)

Também é muito importante que saibamos a instrução do apóstolo Paulo sobre o procedimento cristão correto em caso de ofensa mútua:

Zelai uns pelos outros e perdoai-vos mutuamente;
caso alguém tenha algum protesto contra o outro, assim como o Senhor vos perdoou, assim também procedei.

(Colossenses 3:13 – KJA)

Observem com atenção que há uma condição explícita para que alguém necessite perdoar ou ser perdoado por outra pessoa: apenas “caso alguém tenha algum protesto contra o outro”!!!
Portanto, caso contrário, devemos nos dirigir só e somente a Deus através de Jesus Cristo.
Há alguma dúvida nisso?

Toda amargura, cólera, ira, gritaria e blasfêmia sejam eliminadas do meio de vós, bem como toda a maldade!
Pelo contrário, sede bondosos e compassivos uns para com os outros,
perdoando uns aos outros, da mesma maneira como Deus vos perdoou em Cristo.

(Efésios 4:31-32 – KJA)

Está evidenciado que apenas devemos pedir perdão a alguém no caso de termos pecado diretamente contra tal pessoa… quaisquer outros possíveis pecados só podem ser perdoados por Deus:

Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar todos os pecados e nos purificar de qualquer injustiça.

(1 João 1:9 – KJA)

O apóstolo Pedro, no episódio relatado em Atos 8:18-22, poderia, como costumam fazer os apóstolos de nosso tempo, ter embolsado algum dinheiro se apenas tivesse se disposto a escutar a “confissão de pecados” e depois, mesmo que por fingimento, impusesse as mãos sobre aquele tal Simão que tentava — sem crer e por pura ganância — comprar o poder do Espírito Santo para si mesmo.
Sem se preocupar em fingir falsa benevolência, Pedro imediatamente recusa qualquer que fosse o valor oferecido e, legítimo servo do Senhor, dá instruções corretas:

Que o teu dinheiro siga contigo para tua perdição, pois intentaste comprar, por meio dele, o dom gratuito de Deus!
Tu não tens parceria nem porção neste ministério, porque o teu coração não é honesto perante Deus.
Arrepende-te, portanto, dessa tua malignidade e ora ao Senhor;
é possível que te seja perdoada a intenção do teu coração;

pois vejo que estás cheio de amargura e atado pelos laços do pecado.

(Atos 8:20-23 – KJA)

Esta minha longa exposição sobre pecado e perdão com fundamentos bíblicos pode estar incomodando algum leitor, mas pode ser totalmente justificada quando confrontarmos a informação apresentada com alguns trechos da obra de Ana Méndez Ferrell:

A exposição do pecado é luz. É uma manifestação de grande humildade, é penetrar na cruz em nudez, como o fez Jesus.
A verdade é que quando os demais conhecem os seus pecados, o diabo já não tem armas para guerrear contra você.

(…)
Um dos ministérios do Espírito Santo é perdoar, remir o pecado que foi confessado, remover a culpa. E também é uma das funções que a Igreja tem deixado de exercer.
(…)
Deus requer de nós, para perdoar-nos e limpar-nos, que confessemos nosso pecado a algum irmão cheio do Espírito Santo e este o remeta a Deus.

Trechos extraídos das páginas 95 / 96

Talvez aqui se faça necessário listar algumas características importantíssimas inerentes ao Espírito Santo e, em caso de dúvida, não tenha preguiça de abrir sua Bíblia:

  • É doado por Cristo (Mateus 3:11);
  • É dado:
    • em resposta à oração (Lucas 11:13);
    • aos que esperam em Deus (Lucas 24:49);
  • É precedido pela limpeza pessoal (Atos 2:38);
  • Dá poder para o serviço (Atos 1:8);
  • Testifica a adoção espiritual dos crentes (Romanos 8:16; Gálatas 4:6;1 João 3:24, 4:13 e 5:6);
  • Guia em toda a verdade (João 16:13);
  • Controla o movimento dos crentes (Atos 10:19-20);
  • Orienta na seleção de líderes cristãos (Atos 13:2);
  • Escolhe os campos de operação (Atos 16:6);
  • Concede vida (João 6:63; Romanos 8:11; 2 Coríntios 3:6; 1 Pedro 3:18);
  • Convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo (João 16:7-8);
  • Quem obedece ao Espírito Santo mostra sinal de filiação ao único Deus (Gálatas 5:18);
  • O pecado contra Ele (Atos 5:3; Efésios 4:30; 1 Tessalonicenses 5:19)
    • é o único imperdoável (Mateus 12:31; Marcos 3:29).

Já havíamos visto que o Espírito Santo também intercede por nós, porém acrescentei toda essa pesquisa para poder afirmar sem medo que Ana Méndez-Ferrell mente ao dizer que um dos ministérios do Espírito Santo é perdoar!
O único que perdoa é Deus, através de Jesus Cristo!

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE

O VERDADEIRO ESPÍRITO SANTO

Esta mentira de Ana acaba sendo o menor dos problemas e não há como um legítimo cristão deixar de se espantar com as absurdas heresias que essa mulher está trabalhando para implantar dentro da comunidade cristã evangélica: ao afirmar que perdoar pecados é uma função da igreja, ela promove descaradamente a reinstalação da doutrina católica do confessionário!

Em 2005 estava no poder um papa que foi ex-nazista, atuava como líder da “Congregação para Doutrina da Fé” — que nada mais é que o novo nome da velha e terrível Inquisição — e certamente devia achar bastante divertido ver todo o processo iniciado por Martinho Lutero sendo destruído de dentro para fora por canalhas como essa “generala”, que ensina doutrinas do exército inimigo e é aclamada por multidões de protestantes que, no final, já nem protestam tanto assim: estão quase no ponto de se unir à “religião única”, ao ecumenismo… à fé do Anticristo!

IRREAL GRANDEZA

Há ainda dois trechos que merecem ser comentados:

Entretanto, quando um guerreiro na Terra tem subido suficientemente de posto, Deus lhe dará, em algumas ocasiões, a honra de guerrear frente a frente contra o diabo, e os anjos o assistirão.

página 99

Aqui vemos a descrição de uma “honra” a qual, sinceramente, dispenso.
Prefiro descartar tais superpoderes em prol da palavra de Deus:

Todavia, Ele nos outorga graça ainda maior.
Por isso, declara a Escritura:
Deus se opõe aos arrogantes, mas concede graça aos humildes”.
Portanto, sujeitai-vos a Deus.
Resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós
!

(Tiago 4:6-7 – KJA)

De acordo com a passagem acima, a guerra das criaturas humanas — e somente enquanto vivas! — se limita à resistência através da obediência, ou seja, a busca pelo conhecimento da Verdade.
Sinceramente não consigo sequer imaginar que posto tão alto seria este que guerreará frente a frente contra o diabo, uma vez que até mesmo o arcanjo Miguel, um dos primeiros príncipes, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele, mas limitou-se a dizer: “O Senhor te repreenda” (conforme Judas 1:9).
Talvez a explicação esteja neste trecho:

Muitas vezes vimos Deus face a face. Fomos levados aos céus inúmeras vezes. A glória vai nos fazendo um com Ele.

página 142

Tais palavras são bastante impressionantes, pois essa “humilde” senhora não apenas se iguala a Moisés (veja Êxodo 33:11 e Deuteronômio 34:11), mas consegue até superá-lo, afinal… ela — exatamente conforme o conceito de unidade baseado em religiões orientais e ensinos ocultistas — está se tornando “um com Deus”!!!

ENQUANTO ANA MÉNDEZ-FERRELL SE EXALTA E APONTA O CATOLICISMO,

REBECCA BROWN SE VITIMIZA E QUER VOLTAR AO JUDAÍSMO

CONCLUSÃO

Batalha Espiritual é coisa séria!
Enquanto a maioria das denominações tradicionais cessacionistas trata como se fosse um reles tema fantasioso, as pentecostais, carismáticas e renovadas chegam ao ponto de abandonar a solidez das Escrituras, cometendo insanidades e promovendo heresias em busca de superpoderes simplesmente inexistentes.

Conhecer o inimigo é importante!
Entre os deveres de um general está a responsabilidade pelas ações de seus comandados e, inclusive, o zelo pelo conteúdo com o qual seus subordinados são instruídos: não é comum vermos um general dando ordens erradas a seus subalternos e, muito menos os ensinando a trair sua nação!
Isso é chamado de “alta traição” e, em tempos de guerra, passível de corte marcial e até mesmo morte!

Frente a tudo aqui relatado, não tenho como deixar de citar o Congresso Profético-Apostólico ocorrido em janeiro de 2005 no Rio de Janeiro e os detalhes registrados durante as participações da senhora Ana Méndez-Ferrell:
Ela usou de “mantras” — que promovem alteração do estado natural de consciência e possibilitam até mesmo a possessão dos que não são habitados pelo Espírito Santo — disfarçados de oração e adoração profética espontânea por longos minutos antes de suas preleções;
De forma semelhante, apenas os adoradores de Satanás — independentemente de suas tantas possíveis correntes (satanismo, maçonaria, illuminati, bruxos, reptilianos…) — têm interesse em escarnecer do Senhor Jesus Cristo, exatamente o que ela fez ao rebaixá-lo ao posto de padroeiro;
Por tais terríveis atos e, ainda por cima, por ter escrito tantas heresias afirmando que são “revelações profundas”, não tenho mais dúvidas de que realmente estamos lidando com uma “generala”… DO EXÉRCITO INIMIGO!

Apesar de alertados sobre tais abominações, os líderes das empresas eclesiásticas envolvidas naquele congresso não apenas optaram deliberadamente por chancelar tais atos, mas prosseguiram, nos anos seguintes, cobrando dinheiro para juntar milhares de pessoas e entregar-lhes mensagens como estas ou ainda piores.

Estamos lidando com empresas eclesiástica que — a despeito de outrora terem sido representantes legítimas da Igreja, Corpo de Cristo — tornaram suas estruturas em covil de multiplicação da Legião de Energúmenos que, muito em breve, irá promover o extermínio dos verdadeiros cristãos e se prostrará em adoração ao próprio Anticristo.

Numa guerra, não é possível lutar ao lado de alguém que não saiba para qual lado atirar, muito menos confiar em um general que não segue as instruções do Supremo Comandante: simplesmente não é possível existir concordância ou comunhão com quem se entrega ao serviço do inimigo!

Jamais vos coloqueis em jugo desigual com os descrentes.
Pois o que há de comum entre a justiça e a injustiça?
Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas?
Que harmonia entre Cristo e Belial?
Que parceria pode se estabelecer entre o crente e o incrédulo?
E que acordo pode existir entre o templo de Deus e os ídolos?
Porquanto somos santuário do Deus vivo. Como declarou o próprio Senhor:
“Habitarei neles e entre eles caminharei; serei o seu Deus, e eles serão meu povo!”
Portanto, saí do meio deles e separai-vos, diz o Senhor, e não toqueis em nada que seja impuro, e Eu vos receberei.
Serei para vós Pai e sereis para mim filhos e filhas”,
diz o Senhor Todo-Poderoso!

(2 Coríntios 6:14-18 – KJA)

CONFIRMAÇÃO (2021)

Vivendo em confiança e obediência às Escrituras, segui estudando e divulgando a Verdade por todos esses anos desde a publicação original deste conteúdo, compreendendo perfeitamente que nenhum material criado pela (no mínimo) apóstata Ana Méndez-Ferrell poderia colaborar em nada para minha edificação.
Apenas agora, ao realizar o trabalho de revisão e atualização do presente material, acabei encontrando informações que alguns podem até considerar assustadoras, mas não passam de confirmação para o entendimento que tive e está apresentado aí em cima.
A título de informação, apresento a tradução do texto (original em Espanhol) de Celin Castillo Rosales:

Em 2012, no evento de lançamento de seu novo livro, a chamada “profeta” Ana Méndez-Ferrell revelou segredos que muitos dos chamados “patriarcas apostólicos” vinham evitando e omitindo por muitos anos.
“Apocalipse, O Fim dos Tempos?” é um livro que passa longe de apresentar uma interpretação escatológica, sendo nada mais que uma adaptação das ideias heréticas do Movimento Apostólico, uma interpretação católica de um Apocalipse histórico e secular e uma negação das verdades fundamentais da doutrina escatológica cristã.
Eis aqui um resumo das heresias que o movimento Apostólico tentou esconder por tanto tempo… e agora podemos entender a razão da omissão em abordar essas questões por parte dos líderes deste movimento.

  1. Não somos a noiva de Cristo, nem há Bodas do Cordeiro: as bodas ocorrem quando vamos a Cristo (16:20 a 23:00);
  2. Não há Ruas de Ouro nem Mar de Cristal (27:00 a 27:40);
  3. Não há julgamentos apocalípticos futuros: durante a história da humanidade já ocorreram os julgamentos (41:00 a 44:00);
  4. Não há grande Tribulação ou destruição do Planeta Terra ou do Anticristo (8:40 a 9:30 / 25:50 a 31/ 37:00 a 41:00);
  5. Não há Nova Jerusalém: a Nova Jerusalém somos nós (45:45 a 46:30);
  1. Não há segunda vinda de Cristo (31:40 a 32:20 / 27:35 a 30:00);
  2. Não há futuro Reino Milenar, nem Novo Céu nem Nova Terra (31:40 a 38:00 / 10:00 a 12:00);
  3. A Igreja que se opõe ao movimento Apostólico é a grande Babilônia do Apocalipse e morrerá pelo fogo (veja o final do vídeo).

Além dessas heresias, ela diz que em 1999 viajou para a Ilha de Patmos e, no mesmo lugar onde o Apóstolo João foi arrebatado, ela também foi arrebatada ao coração de Deus por 4 dias (23:00 a 25:00).

Ainda em outro vídeo — do qual não pretendo alavancar visualizações — ela afirma que os “apóstolos” são atualmente as mais alta autoridades, podendo remir e perdoar pecados.

Curiosamente até Satanás tenta expulsar Satanás e, em um site repleto de controvérsias teológicas (do qual também não pretendo aumentar os acessos por revelar o endereço) que classifica Ana Méndez-Ferrell como “A Rainha das Prostitutas Apostólicas”, encontrei a imagem e as informações a seguir:

Para Ana, tudo o que acontece com ela é um ato “Divino” e nos conta:
“… Meu marido correu para mim e orou com poder a Deus. Eu poderia até ter morrido, pois estava prestes a ter meu pescoço quebrado… e então entendi que as ondas são um símbolo das palavras de destruição e injúria que são enviadas sobre um servo de Deus ”.

Méndez-Ferrell reclama de “os horríveis ataques que se levantaram contra mim, mentindo e manipulando meus ensinamentos para destruir minha reputação” e ameaça a todos dizendo que “de agora em diante, aqueles que me atacam injustamente permanecem sob o julgamento de Deus, porque cometeram esta infâmia contra mim e contra o corpo de Cristo”.

ASSUSTADOR: COMO UMA ONDA NO MAR BATE TÃO FORTE E CONCENTRADO?

Há informações de que os ferimentos vistos nessa foto foram resultado de uma “surra” do marido, mas Ana Méndez-Ferrell diz que foi “atacada” por uma “onda violenta” quando “brincou” no mar, em maio de 2015.

Essas informações me foram suficientes para constatar que, mesmo passados mais de 15 anos, não houve mudança no “modus operandi” nem arrependimento, de modo que não vejo necessidade de empreender esforços para realização de uma nova análise sobre os mesmos velhos enganos e mentiras.

Todavia, os perversos e impostores andarão de mal a pior, enganando e sendo enganados.

(2 Timóteo 3:13 – KJA)

Quanto a mim… não temo, conforme ameaçou ela, estar “sob o julgamento de Deus” por apresentar esta minha “forte opinião” — inteira e solidamente baseada nas Escrituras —contra estas coisas que têm sido apresentadas ao “povo que pensa que é de Deus” na “acertada profundidade ” para que — enquanto minhas mãos estarão limpas de qualquer sangue — Satanás se vanglorie quando a seguinte passagem se cumprir:

Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos dirão a mim naquele dia:
‘Senhor, Senhor!
Não temos nós profetizado em teu nome?
Em teu nome não expulsamos demônios?
E, em teu nome, não realizamos muitos milagres?’
Então lhes declararei:
Nunca os conheci.
Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal.

(Mateus 7:21-23 – KJA)

Ao contrário dela, não tenho poder financeiro, mas de forma alguma anseio por garbosos títulos: se o conteúdo desta obra é “Guerra de Alto Nível”, prefiro passar a vida inteira como soldado raso, mas ao final poder me apresentar diante do Senhor e dizer:

Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.

(2 Timóteo 4:7 – ACF)

Obrigado por ter lido até aqui e, verdadeiramente, preciso de qualquer colaboração que puder me oferecer: comentários, compartilhamentos e reações ajudam a divulgar este conteúdo que foi produzido com intenção de colaborar para a edificação do Corpo de Cristo no mundo.
Um link encurtado e de fácil memorização para essa postagem é:

https://cutt.ly/generala

Aqui quem escreve é o velho Teóphilo Noturno e prossigo, contra todas as adversidades, com meus informes atualizados e consolidados, tentando alcançar — nas noites de terças e quintas — unidades desorientadas e até, talvez, atualmente sob domínio do inimigo.
Ao conteúdo que produzo chamo d’O Pior Evangelho do Mundo e sinceramente espero que essa publicação tenha promovido reflexão e colaborado para sua edificação: sempre busco exclusiva e sólida base bíblica, sendo totalmente desvinculado de qualquer franquia de empresas eclesiásticas ou emprejas em particular.

Em 2018 o Senhor permitiu que a surdez me tocasse e, a despeito de minha fé e todos os esforços pessoais que realizei, as necessidades cotidianas e as contas não cessam, colocando a mim e minha família em sérias dificuldades financeiras, especialmente após a morte de minha mãe.
Diante disso, não me envergonho ao pedir seu auxílio para suprir necessidades diversas que vão de comida e remédios até custeio de domínio e hospedagem.

Sei bem que em mim não há valor algum, por isso dedico meu tempo a pesquisar e escrever, sempre tentando comparar tudo às Escrituras: o que de graça recebi, de graça também compartilho…
Infelizmente há fatores envolvidos nesse processo que geram custos e, na realidade, eu próprio e minha família precisamos sobreviver: peço que considere a possibilidade de, através do Paypal, colaborar mensalmente com pelo menos R$ 15,00.
Atualmente não tenho nenhum colaborador, mas se 40 pessoas se propusessem a ajudar com esse valor mínimo, ao menos os gastos com energia elétrica e internet seriam cobertos.

Compartilhar as publicações já ajuda, mas tendo recursos e desejando colaborar financeiramente — com qualquer valor! — minha chave PIX principal é teophilonoturno@gmail.com e essa imagem é meu QR code: o nome de confirmação é Geovane Ignácio de Souza e o trecho do CPF a aparecer deve ser o “927.157“, sendo realizada uma movimentação destinada ao Nubank

Destaco que, por mais que queira, não tenho em mim mesmo a menor capacidade de forçar o Pai a te abençoar por sua generosidade, mas oro a Ele pedindo que, no tempo certo e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da maneira mais adequada: não apenas na restituição multiplicada do valor doado, mas também através dos mais diversos livramentos e bênçãos que, em minha limitação humana, sequer posso imaginar antecipadamente, mas que já estavam nos planos do Todo-Poderoso Deus desde antes da fundação do mundo.

Parafraseando o apóstolo Paulo em Efésios 6: 23-24: que a graça e a paz sejam conosco, todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade, hoje e para todo o sempre!

Ficou querendo ver melhor a imagem de abertura?

Por favor, curta e compartilhe
para alcançar mais pessoas!

Notificação De Postagens Por E-mail

Em 04 de outubro de 2021 algumas das maiores redes sociais passaram horas desligadas.
Há rumores de que um “GRANDE APAGÃO” será sucedido por OPRESSIVO CONTROLE SOCIAL virtual.
Não posso prever o real impacto, mas, caso seja possível, continuarei estudando e publicando sobre as Escrituras: inscreva-se para, a partir da próxima, receber notificação em seu e-mail a cada nova publicação n’O Pior Evangelho.

(CASO NECESSÁRIO, OPORTUNAMENTE SERÁ ENVIADO CONTEÚDO INTEGRAL)

OUTROS TEXTOS DO MESMO AUTOR

Subscribe
Notify of

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Teóphilo Noturno
Teóphilo Noturno
A Verdade, assim como um remédio, pode até ser amarga... mas é o único caminho para a salvação.

PROJETO RESGATE

0
Would love your thoughts, please comment.x
O PIOR EVANGELHO ONLINE
PRECISA MUITO DE SUA AJUDA

Em mim não há valor algum e tem sido uma honra pesquisar e elaborar conteúdo com base nas Escrituras, só que expor a ruptura entre a Igreja de Cristo e as empresas eclesiásticas não me torna querido por comerciantes da fé.
Não tenho expectativa de ser convidado para palestrar, ficando sem qualquer fonte de custeio para este trabalho que, por sinal, disponibilizo gratuitamente há mais de uma década.
O que de graça recebi, de graça também compartilho…

Infelizmente, nesse processo, há fatores que geram custos e, real e sinceramente, eu próprio e minha família precisamos sobreviver: por favor, considere a possibilidade de, através do Paypal, colaborar mensalmente.
Hoje conto com UM COLABORADOR, mas se 40 pessoas se propusessem a ajudar com R$ 15,00, ao menos os gastos com energia elétrica e internet seriam cobertos.

Perdão por esta incômoda janela, mas, como não minto, creio que esse apelo é a melhor forma de expor as dificuldades pelas quais estou passando e pedir auxílio sem incomodar tanto: aos que NÃO QUISEREM COLABORAR, basta fechá-la que, ainda assim, o conteúdo integral do site permanecerá disponível.
Obrigado!

PIX
TRANSFERÊNCIAS

BANCO: 0260 (NU PAGAMENTOS S/A)
AG: 0001  / CC: 4056479-5
Geovane I Souza
CPF: •••.927.157-••

PAYPAL
PIX
TRANSFERÊNCIAS

BANCO: 0260 (NU PAGAMENTOS S/A)
AG: 0001  / CC: 4056479-5
Geovane I Souza
CPF: •••.927.157-••

PAYPAL