Skip to content Skip to footer

Espíritos em Rebelião: A Causa

Em relação à Bíblia, não sou entusiasta das versões NVI ou NTLH, mas para a compreensão do trecho a seguir acho que uma mesclagem delas com a ACF e a KJA:

Homem mortal, erga um lamento sobre o rei de Tiro e diga-lhe:
Assim diz o Soberano Senhor:
Você era um exemplo de perfeição. Como era sábio e simpático!
Você estava no Éden, no jardim de Deus; todas as pedras preciosas o enfeitavam: sárdio, topázio e diamante, berilo, ônix e jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda. Seus engastes e guarnições eram feitos de ouro; tudo foi preparado no dia em que você foi criado.
Você foi ungido como um querubim guardião, com as asas abertas; afinal, foi precisamente para essa função que Eu te designei.
Estiveste também no Monte Sagrado de Deus e caminhavas entre pedras resplandecentes.
Naquele tempo eras perfeito e irrepreensível em teus sentimentos e atitudes,
desde o dia em que foste criado, até que se observou malignidade em ti.
Por intermédio dos teus muitos negócios em toda a terra encheste teu coração de arrogância e brutalidade, e pecaste;
por este motivo Eu te lancei, profanado e humilhado, para longe do Monte Sagrado de Deus.
Eu mesmo te humilhei e expulsei, ó querubim da guarda, do meio da glória das pedras fulgurantes!
O teu coração tornou-se altivo e soberbo por causa da tua impressionante formosura,
e corrompeste a tua sabedoria por conta do teu esplendor e da tua fama.
Por isso Eu te lancei à terra;
diante dos reis te pus, para que olhem para ti.

(Ezequiel 28:12-17)

Você já experimentou ler o livro de Ezequiel?
Logo ali, no primeiro capítulo ele já joga uma descrição tão absolutamente complexa na cara do leitor que até mesmo eu — modéstia à parte, longe de ser analfabeto funcional — li umas dez vezes, em três versões diferentes de Bíblia… e confesso que ainda não entendi direito o que são ou como funcionam esses seres que só no décimo capítulo serão identificados como querubins: aparência de homem com quatro rostos — homem, leão, boi e águia! — e quatro asas, pernas retas, plantas dos pés como de bezerra, corpos ardentes como brasas em fogo, rodas (com aros altos de fazer medo) teleguiadas e entrelaçadas, uma para cada rosto… vai lá ler porque eu parei!
Parei e fiquei aliviado que o Senhor Jesus Cristo tenha tomado sobre si toda a ritualística sacrificial veterotestamentária que aparece nesse livro — só a proposta, em Ezequiel 4:9, de passar trezentos e noventa dias comendo pão de feijão (e outros cereais) defumado em fezes humanas já me fez ter certeza de que sou fraco demais pra ser profeta!

Incompetências à parte, meu desejo é destacar que toda essa complexidade relatada (nos capítulos primeiro e décimo) trata de aparência e poderes dos querubins “normais”: sou levado a crer que esse “querubim ungido guardião” era dotado com ainda mais atributos que eles… e, paradoxo dos paradoxos, dispor de tantas vantagens acabou sendo extremamente desvantajoso!
Devemos tomar muito cuidado para não entender o recado da passagem acima de forma “embolada”: é certo que o ser humano limitado e finito que reinava sobre Tiro não esteve no Éden, não foi ungido querubim guardião nem andou no Monte Sagrado de Deus, mas por conta de seu comportamento parecido, a mensagem que recebe está repleta de alusões diretas a Satanás!
Justamente por isso prefiro nem ficar considerando a referência aos negócios, mas vinculando a desgraça ao surgimento, por tão grandes sucessos, da arrogância e da brutalidade no coração… de ambos!
Abandonando o rei de Tiro daqui pra frente, há uma passagem neotestamentária que evidencia a razão central do surgimento do Diabo:

O bispo não deve ser alguém convertido há pouco tempo;
se for, ele ficará cheio de orgulho e será condenado como o Diabo foi.

(1 Timóteo 3:6)

O poder corrompe.
Não apenas os “humaninhos” que se deslumbram com poderes de influência em qualquer setor que pudermos imaginar, mas até mesmo “o exemplo da perfeição” sucumbiu, seduzido, em si próprio:

Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva!
Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações!
E tu dizias no teu coração:
Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono,
e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.
Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.
E contudo levado serás ao inferno,
ao mais profundo do abismo.

(Isaías 14:12-15)

É a vaidade a fonte de todos os outros pecados?
Enquanto leio a passagem acima, não consigo deixar de pensar em Paulo nos revelando como não caiu em tentação parecida:

De alguém assim me gloriarei eu, mas de mim mesmo não me gloriarei, senão nas minhas fraquezas.
Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade;
mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve.
E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne,
a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
E disse-me:
A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.
De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas,
para que em mim habite o poder de Cristo.

(2 Coríntios 12:5-9)

Já Satanás, ao contrário do exemplo registrado pelo apóstolo derradeiro, não apenas se envaideceu, mas, sem esquecer que anjos não são bobos nem fracos, acabou convencendo um terço da população angelical (como vimos na publicação anterior) a segui-lo em sua rebelião: antes de pregar a estupidez socialista dos “direitos iguais” para Eva, o Diabo pregou a si mesmo esse engano… e creu!
E caiu.

O SEGUNDO IMPACTO

E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás,
que engana todo o mundo;
ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.
E ouvi uma grande voz no céu, que dizia:
Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo;
porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado,
o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.

(Apocalipse 12:9-10)

Tolos são os que, sem buscar na Palavra, saem repetindo em prosa e verso que Satanás e seus demônios não têm acesso a algum lugar físico, particularmente às empresas eclesiásticas: se até diante de Deus o inimigo vai, não serão paredes, portas ou janelas a impedi-lo!

E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR,
veio também Satanás entre eles.
Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens?
E Satanás respondeu ao SENHOR, e disse:
De rodear a terra, e passear por ela.

(Jó 1:6-7)

Lembrando que, segundo o profeta Ezequiel, querubins podem se mover “como o clarão de um relâmpago” (velocidade da luz, que é de 299.792.458 metros por segundo), podemos dizer que ele seria capaz de dar sete voltas completas pela terra inteira num piscar de olhos… porém a Bíblia não nos diz se a velocidade de raciocínio dos espíritos seria equivalente a isso.
Porém Satanás não caiu sozinho: trouxe consigo seus milhares, senão milhões, de anjos e também a rígida estrutura hierárquica sob a qual foram criados todos os espíritos: por isso o único lugar ao qual essa legião não tem acesso livre e direto… é ao que se pensa!
Volto a falar disso numa próxima postagem.

Agradeço de todo meu coração a quem, entendendo que o empréstimo contraído (ao qual me referi na última postagem) há de voltar com juros e correção dentro em breve, enviou sincera colaboração a este servo do Senhor que vos escreve: oro ao Senhor para que, no tempo correto e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da forma mais adequada: seja através de livramentos ou de diversas bênçãos possíveis.
Continuo precisando e aceitando doações.

Desejando colaborar financeiramente com qualquer valor, minha chave PIX principal é [email protected] e essa imagem é do meu QR code: meu nome é Geovane Ignácio de Souza, o trecho do CPF a aparecer deve ser o “927.157” e a instituição financeira é o Nubank.

Por mais que queira, destaco que não tenho em mim mesmo a menor capacidade de forçar o Pai a te abençoar por causa disso, mas oro a Ele pedindo para que, no tempo correto e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da forma mais adequada: seja através de livramentos ou de diversas bênçãos possíveis.

Por hoje, quero encerrar lembrando que, não muito tempo após a primeira queda, houve um segundo impacto: a existência do inimigo tem sua estrutura completamente montada sobre inveja, mentiras, deturpações, fraudes (inclusive eleitorais…), golpes, rebeliões, assassinatos…
Assim como ele próprio quis tomar o lugar do Senhor Deus, nada lhe custou tentar influenciar a fraca humanidade a incorrer no mesmo erro: se com todas as suas qualidades naturais e sobrenaturais acabou fracassando, certamente sabia que a tentativa dos seres humanos seria frustrada e serviria apenas para lhes imputar sofrimento.
A questão é que enquanto Satanás inventou, semeou, cultivou e colheu o pecado em si próprio, Deus sabia que o ser humano sofreu influência do Diabo para a execução de seu primeiro pecado e, por isso, usou de um modelo diferente de punição.
Como nosso foco nessa série são os espíritos, apresento abaixo a outra punição imposta a Satanás não muito tempo após a queda:

Então o SENHOR Deus disse à serpente:
Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo;
sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.
E porei inimizade entre ti e a mulher,
e entre a tua semente e a sua semente;
esta te ferirá a cabeça,
e tu lhe ferirás o calcanhar.

(Gênesis 3:14-15)

Agora volte à passagem de abertura e leia as duas últimas linhas, pois nosso próximo passo será baseado nelas.

Aqui quem escreve é o velho Teóphilo Noturno e prossigo, contra todas as adversidades, tentando alcançar — todas as terças e quintas pela noite — unidades desorientadas (e, quiçá, até as atualmente em poder do inimigo) através dos informes consolidados e atualizados que chamo d’O Pior Evangelho do Mundo.

Parafraseando o apóstolo Paulo em Efésios 6: 23-24: que a graça e a paz sejam conosco, todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade, hoje e para todo o sempre!

Se esse texto te edificou e fez refletir, por favor,
compartilhe e curta para alcançar mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

OUTROS TEXTOS DO MESMO AUTOR

Deixe uma resposta