O Pior Evangelho Do Mundo

A Bíblia Não Se Curva À Sua Vontade…

O BEM QUE VOCÊ ME FEZ NUNCA FOI REAL…

AS “FLORES DO MAL” x O MODELO BÍBLICO

No pri­mei­ro capí­tu­lo aca­bei mos­tran­do que a incom­pe­tên­cia e a pre­gui­ça, mes­mo reves­ti­das das des­cul­pas mais boni­tas, não são dig­nas de incen­ti­vo nem pre­mi­a­ção, mas como estou ten­tan­do apre­sen­tar uma pers­pec­ti­va deta­lha­da de alguns dos enga­nos moder­nos mais comuns em tor­no de todos os con­cei­tos ver­da­dei­ra­men­te bíbli­cos, acho que é neces­sá­rio expli­car um deta­lhe que mui­tos não per­ce­bem em rela­ção às boas ações.

Vamos come­çar exa­ta­men­te do ver­so seguin­te da pas­sa­gem bíbli­ca prin­ci­pal uti­li­za­da no capí­tu­lo anterior?

E quan­do o Filho do homem vier em sua gló­ria, e todos os san­tos anjos com ele, então se assen­ta­rá no tro­no da sua gló­ria;
E todas as nações serão reu­ni­das dian­te dele, e apar­ta­rá uns dos outros, como o pas­tor apar­ta dos bodes as ove­lhas;
E porá as ove­lhas à sua direi­ta, mas os bodes à esquer­da.
Então dirá o Rei aos que esti­ve­rem à sua direi­ta:
Vin­de, ben­di­tos de meu Pai, pos­suí por heran­ça o rei­no que vos está pre­pa­ra­do des­de a fun­da­ção do mun­do;
Por­que tive fome, e des­tes-me de comer; tive sede, e des­tes-me de beber; era estran­gei­ro, e hos­pe­das­tes-me;
Esta­va nu, e ves­tis­tes-me; ado­e­ci, e visi­tas­tes-me; esti­ve na pri­são, e fos­tes me ver.
Então os jus­tos lhe res­pon­de­rão, dizen­do:
Senhor, quan­do te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quan­do te vimos estran­gei­ro, e te hos­pe­da­mos? ou nu, e te ves­ti­mos?
E quan­do te vimos enfer­mo, ou na pri­são, e fomos ver-te?
E, res­pon­den­do o Rei, lhes dirá:
Em ver­da­de vos digo que quan­do o fizes­tes a um des­tes meus peque­ni­nos irmãos, a mim o fizes­tes.
Então dirá tam­bém aos que esti­ve­rem à sua esquer­da:
Apar­tai-vos de mim, mal­di­tos, para o fogo eter­no, pre­pa­ra­do para o dia­bo e seus anjos;
Por­que tive fome, e não me des­tes de comer; tive sede, e não me des­tes de beber;
Sen­do estran­gei­ro, não me reco­lhes­tes; estan­do nu, não me ves­tis­tes; e enfer­mo, e na pri­são, não me visi­tas­tes.
Então eles tam­bém lhe res­pon­de­rão, dizen­do:
Senhor, quan­do te vimos com fome, ou com sede, ou estran­gei­ro, ou nu, ou enfer­mo, ou na pri­são, e não te ser­vi­mos?
Então lhes res­pon­de­rá, dizen­do:
Em ver­da­de vos digo que, quan­do a um des­tes peque­ni­nos o não fizes­tes, não o fizes­tes a mim.
E irão estes para o tor­men­to eter­no, mas os jus­tos para a vida eterna.

(Mateus 25: 31–46)

Vive­mos numa era de velo­ci­da­de e creio que bem pou­ca gen­te vai ler essa pas­sa­gem mais lon­ga com a devi­da aten­ção, mas se algum adep­to das dou­tri­nas ver­me­lhas con­se­guiu tal fei­to, deve ter iden­ti­fi­ca­do vári­as polí­ti­cas pro­pos­tas por seus líde­res — cui­da­do com os pobres, doa­ções, apoio a pre­si­diá­ri­os e estran­gei­ros — sen­do elo­gi­a­das e, inclu­si­ve, pas­sí­veis de ter por heran­ça o rei­no dos céus!

Mas, péra… cal­maê!!
(Pes­so­al­men­te acho tão inte­res­san­te quan­do a pró­pria Bíblia cita os lados… e os da esquer­da, curi­o­sa­men­te, estão sem­pre erra­dos!)
Tem um peque­no deta­lhe — que apa­re­ce numa pas­sa­gem ante­ri­or — e mui­ta, mas MUITA GENTE mes­mo dei­xa pas­sar bati­do pela vida intei­ra!
Vou trans­cre­ver e, depois, expli­car bem direitinho:

Guar­dai-vos de fazer a vos­sa esmo­la dian­te dos homens, para ser­des vis­tos por eles; aliás, não tereis galar­dão jun­to de vos­so Pai, que está nos céus.
Quan­do, pois, deres esmo­la, não faças tocar trom­be­ta dian­te de ti, como fazem os hipó­cri­tas nas sina­go­gas e nas ruas, para serem glo­ri­fi­ca­dos pelos homens.
Em ver­da­de vos digo que já rece­be­ram o seu galar­dão.
Mas, quan­do tu deres esmo­la, não sai­ba a tua mão esquer­da o que faz a tua direi­ta;
Para que a tua esmo­la seja dada em secre­to; e teu Pai, que vê em secre­to, ele mes­mo te recom­pen­sa­rá publicamente.

(Mateus 6: 1–4)

Vamos usar as mes­mas pala­vras da pas­sa­gem para que tudo fique cla­ro?
Quan­do, pois, deres esmo­la, não faças tocar trom­be­ta dian­te de ti como fazem os gover­nan­tes de esquer­da atra­vés de seus pro­je­tos e bol­sas, espe­ci­al­men­te por­que estes não estão ver­da­dei­ra­men­te usan­do seus pró­pri­os recur­sos, mas meten­do a mão no bol­so alheio para fazer uma cari­da­de impes­so­al para serem glo­ri­fi­ca­dos pelos homens.
É fato que a mai­or par­te de tais esmo­las, além de não ter um neces­sá­rio cri­té­rio rigo­ro­sís­si­mo na esco­lha de seus bene­fi­ci­a­dos, ain­da tem cará­ter de dura­ção inde­fi­ni­da­men­te pro­lon­ga­da, senão eter­na, trans­cen­den­do o que deve­ria ser uma aju­da tem­po­rá­ria e tor­nan­do-se um incen­ti­vo às qua­li­da­des (ou, na ver­da­de, defei­tos) como as daque­le pior ser­vo que apa­re­ceu no capí­tu­lo ante­ri­or!
Pior ain­da é cons­ta­tar que tais pro­ces­sos bene­vo­len­tes, mes­mo os mais regu­la­res, não pas­sam de uma arma­di­lha para escra­vi­zar qual­quer um que lan­ce mão deles… e não são ape­nas os líde­res que puxam os anzóis que se cra­vam na car­ne de quem cai em suas arma­di­lhas: os pró­pri­os outros escra­vos se encar­re­gam de per­pe­tu­ar a miserabilidade:

PROGRAMAS SOCIAIS OU CORRENTES DE ESCRAVIDÃO ETERNA?

Sim, pode ter cer­te­za de que não há bon­da­de e mui­to menos amor nes­ses pro­je­tos: ape­nas pla­nos de sub­mis­são e per­pe­tu­a­ção do sis­te­ma escra­vi­za­dor no poder, pois, obvi­a­men­te, ame­a­çam que, caso sejam extir­pa­dos, todos os “bene­fí­ci­os” que pro­mo­vem irão ser extin­tos!!!
De for­ma com­ple­ta­men­te con­trá­ria ao que reco­men­da o pri­mei­ro ver­so, os gover­nos de esquer­da ditam em sua Bíblia Ver­me­lha:
Esfor­çai-vos em fazer a vos­sa esmo­la dian­te dos homens, para ser­des vis­tos por eles; des­sa for­ma, per­pe­tu­a­re­mos nos­so domí­nio e que se dane esse tal Deus, pois nós ire­mos imple­men­tar um paraí­so aqui na ter­ra mes­mo!

SERIA A BÍBLIA APENAS UMA “GRANDE BOBAGEM”?

E QUAL A FORMA CORRETA AFINAL?

Bem, se você se der ao tra­ba­lho de obser­var todas as refe­rên­ci­as bíbli­cas sobre as prá­ti­cas bene­vo­len­tes de um cris­tão, vai che­gar a uma con­clu­são que pode ser sin­te­ti­za­da atra­vés da seguin­te passagem:

De manei­ra que cada um de nós dará con­ta de si mes­mo a Deus.
Assim que não nos jul­gue­mos mais uns aos outros;

antes seja o vos­so pro­pó­si­to não pôr tro­pe­ço ou escân­da­lo ao irmão.

(Roma­nos 14: 12–13)

Dian­te dis­so, pos­so evi­den­ci­ar que a doa­ção impor­tan­te para Deus é aque­la fei­ta de for­ma volun­tá­ria, secre­ta (vide Mateus 6:3 aci­ma) e total­men­te indi­vi­du­al!
Só de alguém pos­tar as fotos do sopão que fez — para dis­tri­buir entre os pobres no inver­no — no Ins­ta­gram já está fazen­do uma gran­de boba­gem, quan­to mais os que pre­fe­rem tra­tar o assun­to de for­ma impes­so­al e trans­fe­rir a res­pon­sa­bi­li­da­de de suas esmo­las para o gover­no que, obvi­a­men­te, irá tan­to taxar a todos — inclu­si­ve quem não quer cola­bo­rar! — quan­to dire­ci­o­nar os recur­sos para “cari­da­des” que você abso­lu­ta­men­te não apoia como, por exem­plo, os fun­dos par­ti­dá­ri­os e a Lei Rouanet!

Se Deus tives­se acor­do com esse mode­lo insa­no de bene­vo­lên­cia, qual­quer um que foi obri­ga­do a pagar impos­tos pode­ria cobrar seu qui­nhão de recom­pen­sas celes­ti­ais e tudo seria faci­li­ta­do para todos, mas… não é assim que a ban­da toca, cara páli­da!
Infe­liz­men­te esse tema faz neces­sá­rio tra­zer de vol­ta aque­le “adi­ti­vo” cita­do bem no iní­cio do capí­tu­lo ante­ri­or e que Deus só dá a quem Ele quer… lem­bra?
Pois bem, esse “poder”, além de capa­ci­tar o cris­tão a com­pre­en­der a lou­cu­ra da Bíblia, ain­da pode agir, a gros­so modo, tipo um “sen­ti­do ara­nha”, incli­nan­do CADA UM DE SUA PRÓPRIA FORMA a pra­ti­car cer­tos atos que, ana­li­sa­dos fri­a­men­te, pode­ri­am não ter lógi­ca algu­ma: não é por­que o cris­tão João­zi­nho se sen­tiu movi­do a doar para aque­le pedin­te que o Pedri­nho, que vinha alguns pas­sos atrás, vai estar obri­ga­do a sen­tir a mes­ma coisa!!

Isso é sufi­ci­en­te para expli­car que, lá em Mateus 25:31–46, sua con­cor­dân­cia em pagar taxas para que o gover­no pos­sa ofe­re­cer qua­se todos os tipos de cari­da­de des­cri­tos… só pro­va que você ale­ga se pre­o­cu­par, mas na ver­da­de não quer (e pro­va­vel­men­te nem seja capaz de) fazer nada.

Até mes­mo as acu­sa­ções — nor­mal­men­te pro­mo­vi­das com ares de fim de mun­do — con­tra os supos­tos into­le­ran­tes ou qual­quer­coi­sa­fó­bi­cos nun­ca vão ces­sar, pois mes­mo que um dia tais ques­tões fos­sem solu­ci­o­na­das… isso impli­ca­ria no fim do movi­men­to e, con­se­quen­te­men­te, dos recur­sos dire­ci­o­na­dos a seus líde­res.
Ago­ra você con­se­gue enten­der a neces­si­da­de dos fac­toi­des e dos hor­rí­veis e sur­pre­en­den­tes ata­ques… de fal­sa ban­dei­ra?
Tem gen­te ver­me­lha ata­can­do gen­te ver­me­lha para man­ter vivo algo que até pode já ter dei­xa­do de ocor­rer, mas, para gerar ren­da e espa­ço na mídia, tem de ser man­ti­do vivo.

Infe­liz­men­te tam­bém há sór­di­dos mani­pu­la­do­res emo­ci­o­nais den­tro das empre­sas ecle­siás­ti­cas e, nes­se momen­to, dedi­car tem­po expli­can­do isso sig­ni­fi­ca­ria per­der o foco des­sa série, que é expor a abso­lu­ta incom­pa­ti­bi­li­da­de entre mui­tas das idei­as moder­nas — par­ti­cu­lar­men­te as soci­a­lis­tas comu­nis­tas pro­gres­sis­tas — e o cris­ti­a­nis­mo autên­ti­co, pro­van­do que mui­tas das coi­sas que podem soar belas… não pas­sam do lin­do bri­lho do pró­prio Satanás!

Con­fes­so que fico meio tris­te pela fal­ta de cur­ti­das — no pró­prio tex­to e nas redes soci­ais — e com­par­ti­lha­men­tos, mas o fato é que estou fazen­do isso não para ser reco­nhe­ci­do peran­te os homens, mas por­que o “adi­ti­vo” que há em mim está me moven­do a isso, assim como tam­bém creio sin­ce­ra­men­te que Aque­le que vê em secre­to é pode­ro­so para me guar­dar e, se for o caso, me recompensar.

Aqui quem escre­ve é o velho Teóphi­lo Notur­no e pros­si­go, sem­pre gra­tui­ta­men­te e con­tra todas as adver­si­da­des, ofe­re­cen­do O Pior Evan­ge­lho do Mun­do.
Sin­ce­ra­men­te espe­ro que esse tex­to tenha pro­mo­vi­do refle­xão e sido útil para sua edi­fi­ca­ção: sem­pre bus­co estri­ta e sóli­da base bíbli­ca, não sen­do vin­cu­la­do nem rece­ben­do fun­dos de nenhu­ma fran­quia de empre­sas ecle­siás­ti­cas ou empre­ja em par­ti­cu­lar.
O Senhor per­mi­tiu que a sur­dez me tocas­se em 2018 e, a des­pei­to de meus esfor­ços pes­so­ais, eu e minha famí­lia temos pas­sa­do por séri­as difi­cul­da­des finan­cei­ras, espe­ci­al­men­te des­de que minha mãe fale­ceu: por isso não me enver­go­nho de pedir seu auxí­lio não ape­nas para cus­te­ar domí­nio e hos­pe­da­gem, mas tal­vez até para con­se­guir suprir algu­mas neces­si­da­des coti­di­a­nas.
NÃO É SUA OBRIGAÇÃO me aju­dar, mas pode ter cer­te­za que sua doa­ção irá pro­por­ci­o­nar recur­sos e tem­po para me dedi­car a esse “minis­té­rio virtual”.

Dese­jan­do cola­bo­rar finan­cei­ra­men­te com qual­quer valor, minha cha­ve PIX prin­ci­pal é [email protected]​gmail.​com e essa ima­gem é do meu QR code: meu nome é Geo­va­ne Igná­cio de Sou­za, o tre­cho do CPF a apa­re­cer deve ser o “927.157″ e a ins­ti­tui­ção finan­cei­ra é o Nubank.

Por mais que quei­ra, des­ta­co que não tenho em mim mes­mo a menor capa­ci­da­de de for­çar o Pai a te aben­ço­ar por cau­sa dis­so, mas oro a Ele pedin­do para que, no tem­po cor­re­to e na medi­da mul­ti­pli­ca­da, retri­bua a bon­da­de rea­li­za­da da for­ma mais ade­qua­da: seja atra­vés de livra­men­tos ou de diver­sas bên­çãos possíveis.

Aqui fala­mos sobre a fal­sa bon­da­de: na ter­cei­ra par­te, que se cha­ma “A Bíblia des­men­te suas afir­ma­ções”, vamos des­ven­dar a ori­gem das ide­o­lo­gi­as ver­me­lhas em sua fon­te: o paraíso!

Para­fra­se­an­do o após­to­lo Pau­lo em Efé­si­os 6: 23–24: que a gra­ça e a paz sejam conos­co, todos os que amam a nos­so Senhor Jesus Cris­to em sin­ce­ri­da­de, hoje e para todo o sempre!

Me dê uma curtida?
  • 1
    Sha­re
  • 1

Deixe uma resposta

Change Language To: Portuguese English

Creative Commons License
Except where otherwise noted, O Pior Evangelho Online by Teóphilo Noturno is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.