Skip to content Skip to footer

A Bíblia Não Se Curva À Sua Vontade…

O Bem Que Você Me Fez Nunca Foi Real: Escrituras x Flores Do Mal

No primeiro capítulo acabei mostrando que a incompetência e a preguiça, mesmo revestidas das desculpas mais bonitas, não são dignas de incentivo nem premiação, mas como estou tentando apresentar uma perspectiva detalhada de alguns dos enganos modernos mais comuns em torno de todos os conceitos verdadeiramente bíblicos, acho que é necessário explicar um detalhe que muitos não percebem em relação às boas ações.

Vamos começar exatamente do verso seguinte da passagem bíblica principal utilizada no capítulo anterior?

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita:
Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo:
Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá:
Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda:
Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
Então eles também lhe responderão, dizendo:
Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
Então lhes responderá, dizendo:
Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

(Mateus 25: 31-46)

Vivemos numa era de velocidade e creio que bem pouca gente vai ler essa passagem mais longa com a devida atenção, mas se algum adepto das doutrinas vermelhas conseguiu tal feito, deve ter identificado várias políticas propostas por seus líderes — cuidado com os pobres, doações, apoio a presidiários e estrangeiros — sendo elogiadas e, inclusive, passíveis de ter por herança o reino dos céus!

Mas, péra… calmaê!!
(Pessoalmente acho tão interessante quando a própria Bíblia cita os lados… e os da esquerda, curiosamente, estão sempre errados!)
Tem um pequeno detalhe — que aparece numa passagem anterior — e muita, mas MUITA GENTE mesmo deixa passar batido pela vida inteira!
Vou transcrever e, depois, explicar bem direitinho:

Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.
Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens.
Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;
Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.

(Mateus 6: 1-4)

Vamos usar as mesmas palavras da passagem para que tudo fique claro?
Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti como fazem os governantes de esquerda através de seus projetos e bolsas, especialmente porque estes não estão verdadeiramente usando seus próprios recursos, mas metendo a mão no bolso alheio para fazer uma caridade impessoal para serem glorificados pelos homens.
É fato que a maior parte de tais esmolas, além de não ter um necessário critério rigorosíssimo na escolha de seus beneficiados, ainda tem caráter de duração indefinidamente prolongada, senão eterna, transcendendo o que deveria ser uma ajuda temporária e tornando-se um incentivo às qualidades (ou, na verdade, defeitos) como as daquele pior servo que apareceu no capítulo anterior!
Pior ainda é constatar que tais processos benevolentes, mesmo os mais regulares, não passam de uma armadilha para escravizar qualquer um que lance mão deles… e não são apenas os líderes que puxam os anzóis que se cravam na carne de quem cai em suas armadilhas: os próprios outros escravos se encarregam de perpetuar a miserabilidade:

PROGRAMAS SOCIAIS OU CORRENTES DE ESCRAVIDÃO ETERNA?

Sim, pode ter certeza de que não há bondade e muito menos amor nesses projetos: apenas planos de submissão e perpetuação do sistema escravizador no poder, pois, obviamente, ameaçam que, caso sejam extirpados, todos os “benefícios” que promovem irão ser extintos!!!
De forma completamente contrária ao que recomenda o primeiro verso, os governos de esquerda ditam em sua Bíblia Vermelha:
Esforçai-vos em fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; dessa forma, perpetuaremos nosso domínio e que se dane esse tal Deus, pois nós iremos implementar um paraíso aqui na terra mesmo!

SERIA A BÍBLIA APENAS UMA “GRANDE BOBAGEM”?

E QUAL A FORMA CORRETA AFINAL?

Bem, se você se der ao trabalho de observar todas as referências bíblicas sobre as práticas benevolentes de um cristão, vai chegar a uma conclusão que pode ser sintetizada através da seguinte passagem:

De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
Assim que não nos julguemos mais uns aos outros;

antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão.

(Romanos 14: 12-13)

Diante disso, posso evidenciar que a doação importante para Deus é aquela feita de forma voluntária, secreta (vide Mateus 6:3 acima) e totalmente individual!
Só de alguém postar as fotos do sopão que fez — para distribuir entre os pobres no inverno — no Instagram já está fazendo uma grande bobagem, quanto mais os que preferem tratar o assunto de forma impessoal e transferir a responsabilidade de suas esmolas para o governo que, obviamente, irá tanto taxar a todos — inclusive quem não quer colaborar! — quanto direcionar os recursos para “caridades” que você absolutamente não apoia como, por exemplo, os fundos partidários e a Lei Rouanet!

Se Deus tivesse acordo com esse modelo insano de benevolência, qualquer um que foi obrigado a pagar impostos poderia cobrar seu quinhão de recompensas celestiais e tudo seria facilitado para todos, mas… não é assim que a banda toca, cara pálida!
Infelizmente esse tema faz necessário trazer de volta aquele “aditivo” citado bem no início do capítulo anterior e que Deus só dá a quem Ele quer… lembra?
Pois bem, esse “poder”, além de capacitar o cristão a compreender a loucura da Bíblia, ainda pode agir, a grosso modo, tipo um “sentido aranha”, inclinando CADA UM DE SUA PRÓPRIA FORMA a praticar certos atos que, analisados friamente, poderiam não ter lógica alguma: não é porque o cristão Joãozinho se sentiu movido a doar para aquele pedinte que o Pedrinho, que vinha alguns passos atrás, vai estar obrigado a sentir a mesma coisa!!

Isso é suficiente para explicar que, lá em Mateus 25:31–46, sua concordância em pagar taxas para que o governo possa oferecer quase todos os tipos de caridade descritos… só prova que você alega se preocupar, mas na verdade não quer (e provavelmente nem seja capaz de) fazer nada.

Até mesmo as acusações — normalmente promovidas com ares de fim de mundo — contra os supostos intolerantes ou qualquercoisafóbicos nunca vão cessar, pois mesmo que um dia tais questões fossem solucionadas… isso implicaria no fim do movimento e, consequentemente, dos recursos direcionados a seus líderes.
Agora você consegue entender a necessidade dos factoides e dos horríveis e surpreendentes ataques… de falsa bandeira?
Tem gente vermelha atacando gente vermelha para manter vivo algo que até pode já ter deixado de ocorrer, mas, para gerar renda e espaço na mídia, tem de ser mantido vivo.

Infelizmente também há sórdidos manipuladores emocionais dentro das empresas eclesiásticas e, nesse momento, dedicar tempo explicando isso significaria perder o foco dessa série, que é expor a absoluta incompatibilidade entre muitas das ideias modernas — particularmente as socialistas comunistas progressistas — e o cristianismo autêntico, provando que muitas das coisas que podem soar belas… não passam do lindo brilho do próprio Satanás!

Confesso que fico meio triste pela falta de curtidas — no próprio texto e nas redes sociais — e compartilhamentos, mas o fato é que estou fazendo isso não para ser reconhecido perante os homens, mas porque o “aditivo” que há em mim está me movendo a isso, assim como também creio sinceramente que Aquele que vê em secreto é poderoso para me guardar e, se for o caso, me recompensar.

Aqui quem escreve é o velho Teóphilo Noturno e prossigo, contra todas as adversidades, com meus informes atualizados e consolidados, tentando alcançar — nas noites de terças e quintas — unidades desorientadas e até, talvez, atualmente sob domínio do inimigo.
Ao conteúdo que produzo chamo d’O Pior Evangelho do Mundo e sinceramente espero que essa publicação tenha promovido reflexão e colaborado para sua edificação: sempre busco exclusiva e sólida base bíblica, sendo totalmente desvinculado de qualquer franquia de empresas eclesiásticas ou emprejas em particular.

Em 2018 o Senhor permitiu que a surdez me tocasse e, a despeito de minha fé e todos os esforços pessoais que realizei, as necessidades cotidianas e as contas não cessam, colocando a mim e minha família em sérias dificuldades financeiras, especialmente após a morte de minha mãe.
Diante disso, não me envergonho ao pedir seu auxílio para suprir necessidades diversas que vão de comida e remédios até custeio de domínio e hospedagem.

NÃO É SUA OBRIGAÇÃO me ajudar, mas tenha certeza de que qualquer doação efetuada irá proporcionar não apenas recursos materiais, mas também tempo para me dedicar a estudar, escrever e produzir conteúdo ainda mais relevante para a edificação dos leitores.

Compartilhar as publicações já ajuda, mas tendo recursos e desejando colaborar financeiramente — com qualquer valor! — minha chave PIX principal é [email protected] e essa imagem é meu QR code: o nome de confirmação é Geovane Ignácio de Souza e o trecho do CPF a aparecer deve ser o “927.157“, sendo realizada uma movimentação destinada ao Nubank

Destaco que, por mais que queira, não tenho em mim mesmo a menor capacidade de forçar o Pai a te abençoar por sua generosidade, mas oro a Ele pedindo que, no tempo certo e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da maneira mais adequada: não apenas na restituição multiplicada do valor doado, mas também através dos mais diversos livramentos e bênçãos que, em minha limitação humana, sequer posso imaginar antecipadamente, mas que já estavam nos planos do Todo-Poderoso Deus desde antes da fundação do mundo.

Aqui falamos sobre a falsa bondade: na terceira parte, que se chama “A Bíblia desmente suas afirmações“, vamos desvendar a origem das ideologias vermelhas em sua fonte: o paraíso!

Parafraseando o apóstolo Paulo em Efésios 6: 23-24: que a graça e a paz sejam conosco, todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade, hoje e para todo o sempre!

Ficou querendo ver melhor a imagem de abertura?

Esse texto te edificou? Fez refletir?
Por favor, curta e compartilhe
para que alcance mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

OUTROS ESTUDOS DO MESMO AUTOR

Leave a comment