Skip to content Skip to footer

Absurdário Gospel

Conhecendo os rumos que o Absurdário Gospel original — publicado em 11 de julho de 2006 — tomou e me antecipando a qualquer analfabíblico que, encontrando seu comportamento herético retratado nos episódios a seguir, possa imaginar que esse conteúdo será removido caso sofra “ameaças terríveis”, inicio esta republicação com uma citação definitiva:

Não vos enganeis: Deus não se permite zombar.
Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!

(Gálatas 6:7 – KJA)

Apesar de saber que algumas deles poderão inicialmente até causar risadas, esse compêndio de testemunhos espantosos da galopante apostasia é razão para angústia e lamentação de qualquer genuíno servo de Cristo: longe de querer identificar os atores das cenas relatadas, temos aqui uma coleção que nos permitirá conhecer o possível comportamento dessa multidão de autodenominados que está ávida para comandar, lucrar e exibir poder, mas nem chega perto de verdadeiramente conhecer a Palavra de Deus e, como previu o Senhor, são aqueles de onde vêm os escândalos:

Então Jesus declarou aos seus discípulos:
‘É inevitável que fatos ocorram que levem o povo a tropeçar na fé,
mas ai da pessoa por meio de quem vêm os escândalos!
Seria melhor que tal pessoa fosse atirada ao mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço,
do que induzir um destes pequeninos a pecar.’

(Lucas 17:1-2 – KJA).

Em 25 de maio de 2006 o Orkut ainda existia e estava na moda: passei por várias comunidades pedindo por testemunhos de absurdos divulgados através de emprejas de qualquer denominação, sem necessidade de ser engraçados, mas preferencialmente verídicos e, se possível, comprováveis.
Como disse anteriormente, gostaria de ressaltar que não temos aqui um anedotário nem fonte para escárnio: são apenas testemunhos de eventos ocorridos nas igrejas atuais e meu papel, como “intérprete” dos mesmos, é permitir uma apresentação lógica das ideias sem que a base do episódio original seja alterada, mas, por não serem textos bíblicos, vou me permitir “alegorizar” um pouco mais que nos originais… vamos a eles?

O PRIMEIRO ABSURDÁRIO GOSPEL

O ÚTERO

No meio de um desses “cultos de poder” um pastor começa a profetizar e, no meio do falatório, vira para um irmão e diz:
— Seu útero será curaaaadooooo!
O irmão, assustado com aquele crasso erro de conhecimento orgânico, humildemente refuta:
— Mas… pastor? Eu não tenho útero!
O pastor, num arroubo de superpoderes e revelação, conclui:
— Creeeeiaaaa… e teráááás!!!

Todavia, o profeta que ousar dizer em meu Nome alguma palavra que não lhe ordenei,
ou que falar em nome de outros deuses,
terá de ser morto.

(Deuteronômio 18:20 – KJA)

A POSSUÍDA

Um dia fui numa igreja que uma amiga tinha sido convidada e, lá, assim que o pregador disse que iria expulsar o capeta, uma mulher começou a estrebuchar!
Ela foi arrastada lá para frente e urrou, urrou… até ficar boa.
Todo mundo deu aquele monte de “glória a Deus”.

Voltei no dia seguinte — ainda por causa dessa amiga que estava impressionada — e aconteceu exatamente a mesma coisa e, que curioso, com a mesma mulher!
Hmmm… — pensei — aí tem!

Então resolvi voltar no terceiro dia: procurei a mulher e sentei ao lado dela.
Quando o pastor fez lá o apelo e ela já ia se levantando para começar seu showzinho, segurei bem forte sua mão e falei:
— Fica quieta aí que você já se curou ontem!
A mulher foi pega de surpresa e ficou tão sem graça que nem se mexeu.
Pior é que o pastor ficou lá da frente — apelando, apelando, apelando… — e ninguém foi!

Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum,
porque o Senhor é vingador de todas estas coisas,
como também antes vo-lo dissemos e testificamos.

(1 Tessalonicenses 4:6 – ACF)

AÇÕES OPOSTAS

Um desses pregadores “mega-star” gospel foi convidado pra pregar numa igreja e, quando começou a falar, já saiu apregoando:
— É hoje que muito crente vai cair aqui! É Hoje!

Imediatamente o pastor dessa igreja se levantou, pediu licença, tomou o microfone das mãos do “demolidor” e disse:
— Pode deixar, irmão! O senhor disse que os crentes vão cair hoje… então pode deixar que eu prego. Eu quero dizer para os irmãos que hoje que quem estiver caído vai se levantar em nome de Jesus!

Por isso é que foi dito:
Desperta, ó tu que dormes,
levanta-te dentre os mortos
e Cristo resplandecerá sobre a tua pessoa’.

(Efésios 5:14 – KJA)

DEUS FRACO

Teve um profeta que falou assim, como se fosse Deus:
— Meus filhos… Eis que está vindo um tempo de tribulação! Um tempo de dores e guerras como jamais antes existiu… Meus filhos… até eu estou com medo!

Quem, nos céus se compara ao SENHOR?
Quem é igual ao SENHOR entre os seres celestiais?
No conselho dos santos, Deus é grandemente temido e inspira mais temor do que todos os que o cercam.
Ó DEUS, ETERNO, SENHOR DOS EXÉRCITOS, quem é igual a ti?
Poderoso és tu, SENHOR, e tua fidelidade está ao teu redor.

(Salmos 89:6-8 – KJA)

PROFECIA NA MADRUGADA

De uns tempos para cá virou febre ir orar no monte porque muitos cismaram de acreditar que é lá que está o poder de Deus e pronto: não interessa nem mesmo o que a Bíblia diz!
Seguindo essa ideia torta, os irmãos de uma igreja decidiram ir orar, de madrugada, no topo de um morro, tudo escuro, em pleno inverno!
Um dos pastores só pôde subir mais tarde e quando chegou lá em cima, aquecido pelo esforço da subida, pendurou seu casaco e o gorro que estava usando num resto de árvore que resistia de pé após uma queimada.

Lá pela alta madrugada uma irmã “tomada”, já não tão jovem, começou a profetizar: ela ia impondo as mãos em quem passasse pela frente e falando o que achava que era para falar…
De repente, quando um jovem se dá conta, nossa profetisa está lá “entregando” a profetada para a árvore
O jovem age rapidamente e chega de leve no ouvido da profetisa e diz:
— Irmã, é toco!
Ela ouve a informação e prossegue com a mensagem:
— Meu servo TOCO…

Não fales ao ouvido do tolo,
porque desprezará a sabedoria das tuas palavras.

(Provérbios 23:9 – ACF)
TOCO CONVERTIDO:
MÃOS LEVANTADAS… PURA ADORAÇÃO!

(Enquanto o tolo, que é vivo, despreza, certamente o TOCO vai escutar todo o absurdário gospel e mais quaisquer outras idiotices ainda piores sem reclamar!)

BENÇÃO INFERNAL

Querendo ver um tal “profeta”, fui com minha esposa até um bairro mais distante: pegamos ônibus à noite e caminhamos umas seis quadras procurando o local onde ele estava, só que o cara já começou falando que o gesto de cumprimentar uns aos outros com as mãos é satânico, inventado pelos babilônicos… e que os “verdadeiros cristãos” só deveriam se cumprimentar com um beijo.
Taxou isto como mandamento bíblico e pronto!

Depois começou a dizer que não devemos pedir nada a Deus — porque “Ele não gosta”! — e que deveríamos somente buscar a sua face e nunca as suas “mãos” (e eu precisando ser curado…).
Aí ele disse que não deveríamos ser “apenas” ovelhas, mas, todos, sermos como Moisés — quem dera Deus se revelasse a todos da mesma forma como se revelou a Moisés… — até que finalmente acabou soltando a grande “pérola” de revelação daquela noite quando perguntou:
— Quem quer as mesmas revelações que o Apóstolo Paulo tinha?
É claro que todos levantaram a mão e, diante disso, ele soltou essa:
— Então é necessário que cada um de vocês receba um mensageiro do inferno em sua vida! — e ainda completou — Imponha sua mão sobre o irmão que está ao lado e invoque o mensageiro do inferno sobre a vida dele!

Ou seja: pegou a experiência de Paulo com o espinho na carne e taxou novamente como regra bíblica!
E eu, precisando de cura física, ainda tive que ouvir estas coisas… é mole?!
Claro que depois disso nos levantamos e saímos do local pra nunca mais retornar.

Não imponhas as mãos precipitadamente sobre alguém,
nem participes dos pecados dos outros;
conserva-te, pois, em pureza de vida.

(1 Timóteo 5:22 – KJA)

RESGATE INCOMPLETO

Quem me enviou estes testemunhos se dizia “ex-feiticeiro” que, infelizmente, desde a época da publicação original já havia reatado sua ligação às crenças africanas. Diante do par de relatos a seguir, só se confirma meu temor pela tenuidade dos chamados “resgates” que muitas igrejas evangélicas dizem realizar através de seus muitos shows repletos de curas e milagres enquanto permanecem miseráveis do alimento sólido — Bíblia Zero! — e levam muitos a simplesmente retornar ao estado anterior… só que, no mínimo, sete vezes pior!

OS QUATRO SERES

Um dos membros daquela igreja literalmente urrava enquanto o pastor pregava!
Diante do mal-estar causado a todos por aquele ato, o pastor iniciou uma repreensão à igreja por não ter “maturidade” para compreender aquela manifestação e, depois disso, todo mundo começou a urrar, se curvar e muita gente até se jogava ao chão!
Decidi me levantar e perguntar aos recepcionistas o que era tudo aquilo:
— Os quatro seres que habitam diante do trono agindo!
— Ah… Bom… Só que lá no terreiro eles tinham outros nomes! Eu os conheço!
— Quer que oremos pelo senhor?
Diante dessa oferta preferi fugir pela rampa…

SOB DOMÍNIO DOS ESPÍRITOS

Este outro ocorreu durante uma sessão de “louvor profético” em Honório Gurgel, no Rio de Janeiro: logo na entrada encontrei um casal de “guardas espirituais”, velhos conhecidos meus do terreiro, na recepção e me questionei o que estavam fazendo ali se aquilo era uma igreja…
Ao entrar me deparei com pessoas girando e rindo (literalmente) e perguntei o que estava acontecendo.
— O senhor é cristão e não sabe?! Isso é o “dançar no espírito”!
As pessoas giravam, riam e se sacudiam pelo salão enquanto um cantor os incitava para que fossem “ridículos para Deus”… e, sinceramente, a “energia” era exatamente a mesma do terreiro que eu frequentava na época!
Saí e me deparei, na rampa externa, com uma jovem sendo contida por outros jovens que tentavam impedi-la de se jogar lá de cima durante o transe.
Na época, pela vidência psíquica, ainda era capaz de ver espíritos e os observei tanto fora quanto incorporados, tal qual uma seção de feitiçaria.
Voltei desolado, pois até no terreiro havia mais decência e ordem…

E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas.
Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz,
como em todas as igrejas dos santos.

(1 Coríntios 14:32-33 – ACF)

VASSOURA UNGIDA

Na época dessa publicação só existia uma igreja chamada “Igreja Internacional Shekinah” daqui de Araxá (MG) e isso era curioso, porque o templo da minha cidade era o único do mundo, mas escolheram colocar o “Internacional” no nome por acreditar que, com isso, estavam profetizando a expansão mundial do ministério deles!
Pois não é que nessa vontade de crescer resolveram anunciar em uma rádio gospel aqui da cidade, no programa “Semeando o Avivamento”, uma campanha sobre “quebra de maldições” — até aí tudo bem, pois é isso que se espera dos G12zistas — onde o locutor lias o interessante anúncio que o pastor de lá enviou:
— Nesta oportunidade você estará recebendo a vassoura ungida para varrer todas as maldições da sua vida! Será um ato profético glorioso! Não perca! Venha fazer esta limpeza espiritual!
E eu achando que vassoura era pra limpar a casa… nunca ia saber que ela tem unção também!

Quanto a vós outros,
a unção que dele recebestes permanece em vós,
e não tendes necessidade de que alguém mais vos ensine sobre isso.
No entanto, a unção que dele procede é verdadeira,
não construída sobre a mentira,
e vos ensina sobretudo o que precisais saber.
Permanecei, pois, nele assim como Ele vos ensinou.

(1 João 2:27 – KJA)

ENQUANTO ISSO, NA RENASCER…

Em 2006, quando pesquisava material para esta lista, constavam vários processos no Portal do Tribunal da Justiça do Estado de São Paulo tendo justamente a Igreja Cristã Apostólica Renascer em Cristo como réu: peguei todos os processos que estavam como “Ordem de Despejo” — ou seja, onde deliberadamente deixaram de pagar o aluguel e o Juiz decretou que fossem então despejados do imóvel — e o valor das penalidades era absurdo!
Veja:

PROCESSO Nº.VALOR (R$)
583.00.2005.114991-945.360,00
583.00.2001.038810-7144.000,00
583.00.2002.042181-533.600,00
583.00.2000.632008-1420.000,00
583.00.2001.107545-0120.000,00
583.00.2002.193358-739.600,00
583.00.1999.051734-896.000,00
583.00.2005.209429-0220.687,20
TOTAL:1.119.247,20

Isso mesmo: UM MILHÃO, CENTO E DEZENOVE MIL, DUZENTOS E QUARENTA E SETE REAIS… e vinte centavos!!
Depois disso o casal ainda foi pego com dinheiro não declarado — muito dinheiro diga-se de passagem — nos Estados Unidos!
Na época, já se acumulavam várias acusações sobre eles enquanto um bando de fiéis CEGOS dizia que tudo não passava de calúnia, até que os dois apareceram para se vitimizar… a sucessão de problemas os levou a ser colocados na mesma lista em que constava o Osama Bin Laden!
Na época ainda usaram bastante a imagem do Kaká, que era apenas um garoto de bom coração e — cheio de boa vontade e vazio de conhecimento bíblico — se associou a esse tipo de gente que parece nunca ter lido Apocalipse 21:14 e — além dos doze e por puro orgulho — têm a cara de pau de se autoproclamar “apóstolos”…

Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.
Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida,
a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.
E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente.

(2 Timóteo 2:3-5 – ACF)

ALTA ROTAÇÃO

… Começou o “movimento” numa vigília da Assembleia de Deus: todo mundo “no poder”!
Um irmão de paletó se levantou e começou a marchar. Não contente começou a sapatear… e depois começou a rodar parado… e então saiu rodando feito um pião!

Lá pelas tantas uma irmã, também “no poder”, levantou marchando, mas, para sua infelicidade, acabou ficando no caminho do “twister” de paletó e não teve nem muito tempo para reagir: do nada — PÁ!!! — tomou um baita sopapo na cara…
Voltou rapidamente para o banco, chorando intensamente, não mais comovida pelo Espírito, mas agora tomada por uma ardência horrível no rosto.

COMPONHA SEU SUCESSO GOSPEL!

  • USE EXPRESSÕES CHOROSAS
    Sabe aquele tipo de musica que a pessoa diz “de ti dependo”, “sou todo teu”, “tu és minha vida”?
    Pois bem: coloque na sua música porque causa um efeito e tanto!
  • ESCREVA PALAVRAS EM HEBRAICO
    “Shekinah”, “Yeshua”, “Icabode”… entre outras coisas: isso está em alta e todo mundo gosta tanto que até se arrepia!
  • MINTA PRA DEUS
    Coisas do tipo “deixo tudo de lado para te seguir”, “vim aqui só pra te ouvir”, “nada mais me importa que não seja o teu querer”… isso então nem se fala, todo mundo ama essas mentiras!
  • CITE TEXTOS FORA DE CONTEXTO
    Tipo “me dê filhos senão morro”, “nos seus olhos há fogo”, “eu sou do meu amado”, “toque na ponta do altar”… use e abuse disso: ninguém lê a Bíblia mesmo!
  • NÃO ESQUEÇA QUE ESTAMOS EM PERÍODO DE ESTIAGEM
    Palavras como chuva, “faz chover”, “chovendo” sempre estão na moda e isso “enriquece” o vocabulário.
    Para agradar a um público maior não se esqueça de falar também do fogo: a cada três músicas de água, invente sempre uma com fogo!
    (Deve ser por isso que o tal avivamento nunca chega: a chuva apaga o fogo!)
  • SUPERPODERES
    Pegue uma passagem única da Bíblia como, por exemplo, a abertura do Mar Vermelho ou então quando Jesus andou sobre as águas e diga que aquilo vai acontecer de novo, como se Deus ficasse repetindo milagres conforme a humanidade ordenasse!
    Diga que o fogo não queima, a água não afoga, as quedas não quebram… a graça de Deus é multiforme, mas o povo não está nem aí para saber o que é isso: prefere acreditar em qualquer mentira mesmo!

Não perca, em breve, a republicação do… HIT PARADE GOSPEL!

JESUS OU GEZUZ?

Eis aqui um texto excelente por expor com perfeição as divergências entre algumas das características do Jesus Cristo, da Bíblia, e as características desse nome — homófono — que muitas igrejas têm usado para falar de um ser extremamente diferente do apresentado nos Evangelhos.
Vamos fazer um rápido comparativo entre o Jesus da Bíblia, que será chamado de Jesus mesmo, e o Jesus das religiões, destacado como “Gezuz”, por ser diferente do Jesus histórico:

JESUSGEZUZ
Aceitava pessoas pobres e ricas, sem tratá-las de forma diferente por este quesito.Só abençoa quem deixa a contribuição financeira no seu altar.
Ficou irritado ao ver pessoas vendendo coisas no templo e transformando a casa de oração em comércio.Adora ver a igreja ser um comércio, pois assim, com o dinheiro, ele pode ter novas filiais de suas empresas-igrejas para mais pessoas conhecerem seu lindo nome: Gezuz!
Não deixava os demônios falarem.Adora ver os demônios falar, dar entrevistas e fazer espetáculos para impressionar as pessoas e prendê-las na religião pelo medo.
Disse que o amor é muito mais importante do que o dízimo.Até entende se você não amar, afinal, a carne é fraca, mas se você não der o dízimo, ele deixa o devorador comer o teu salário.
Revelou com detalhes a vida da mulher samaritana.Não conhecendo muito bem as coisas, chega numa plateia com mil pessoas e chuta: “Tem 10 aqui com dor de cabeça, 8 com reumatismo, 3 com causa na justiça, 40 desempregados…”
Soprou o Espírito Santo em seus discípulos.Só dá o Espírito Santo se você falar meio enrolado.
Teve medo no jardim do Getsêmani.Diz que o medo vem do diabo.
Chamou pessoas que usavam a religião como causa de ganho financeiro e status de hipócritas, mentirosas, raças de víboras e filhas do inferno.Chama pessoas que usam a religião como causa de ganho financeiro e status para se assentarem no púlpito da igreja e darem uma palavra.

EXPERIÊNCIAS DO TEÓPHILO

CONFUSÃO E ENGANO

Essa foto fui eu mesmo, Teóphilo Noturno, que tirei… aliás, fui praticamente obrigado a parar para registrar o inusitado nome da igreja: fiquei sem entender se a IURD comprou ações da Assembleia de Deus ou se o pessoal das Assembleias, altamente escolado em proselitismo, criou um ministério só para aprender os costumes idólatras e arrebanhar o povo da IURD…

Pelo tipo de anúncio — Poderosa Campanha dos Lenços Ungidos! — presumo que seja a IURD no comando e cada lenço será vendido por uma “pechincha”, afinal, não é toda hora que se pode comprar uma graça de Deus, não é mesmo?
Aliás, não encontrei nenhuma referência — nem Atos 19:12 nem em nenhuma outra parte da Bíblia! — de que os lenços e aventais de Paulo foram ungidos e, inclusive, não há mais nenhuma referência à unção de objetos depois que Jesus Cristo nos deu o Espírito Santo… curioso isso, não?

Assim como, no passado, surgiram falsos profetas entre o povo,
da mesma forma, haverá entre vós falsos mestres,
os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras,
até ao cúmulo de negarem o Soberano que os resgatou,
atraindo sobre si mesmos repentina destruição.
Muitos seguirão seus falsos ensinos e práticas libertinas,
e por causa dessas pessoas, haverá difamação contra o Caminho da Verdade.
Movidos por sórdida ganância,
tais mestres os explorarão com suas lendas e artimanhas.
Todavia, sua condenação desde há muito tempo paira sobre eles,
e sua destruição já está em processo.

(2 Pedro 2:1-3 – KJA)

APOCALIPSE PSICOGRAFADO

Havia um “vice-presidente” na igreja da qual eu fazia parte.
Enquanto cresci era uma igreja batista tradicional, mas no início dos anos 2000 a apostasia começou a se manifestar e, se em 2006 estavam fazendo atos proféticos e “cultos da vitória” (fora as sandices de Rick Warren e episódios rejudaizantes também), atualmente já pintaram tudo de preto e ficam repetindo mantras até entrar em transe…

Pois bem, esse vice-presidente exercia um papel de “animador de festa”, misturando Lombardi com Liminha em uma só pessoa: Dava aula na EBD, participava do grupo de louvor, era dirigente de culto… até que certo dia, lá na frente da igreja, não lembro bem o motivo, mas ele soltou a seguinte “pérola”:
—… Pois lá no livro de Apocalipse, escrito por João Batista, se fala sobre a volta do Senhor!
Ora bolas, o Apocalipse foi escrito pelo apóstolo João e, nessa época, João Batista já fora decapitado há muito tempo e estava bem junto ao Senhor!
Como ali estavam não crentes e novos convertidos, para que não saíssem dali falando tamanha abobrinha, decidi, discretamente, ir, num tom até mesmo brincalhão, alertá-lo da confusão: minha expectativa era a de que ele retificasse seu engano antes do final do culto.
Você foi lá corrigir o engano? Nem ele… Até hoje deve ter gente repetindo o que ouviu aquele dia!

Foi aí que comecei a ver que se as lideranças — e a maioria dos que estão ligados à ela — vivem escondendo até mesmo os pequenos enganos para vender uma imagem de intocável e inerrante… quanto mais as coisas de maior gravidade!
Foram criados verdadeiros “papados” nas igrejas evangélicas!

Se declaramos que não temos pecado algum enganamos a nós mesmos,
e a verdade não está em nós.

(1 João 1:8 – KJA)

MACUMBA GOSPEL?

Acho que a imagem ao lado nem precisa de legenda… ou será que precisa?
Agora quem faz a limpeza espiritual nas vidas não é mais Jesus Cristo… é a “rosa consagrada”! Deve ser um pessoal amigo daqueles dos “lençóis ungidos” que citei acima…

Mas veja bem: só a ROSA CONSAGRADA® livra você de TODO o mal!
O resto é só imitação…

E, portanto, não há salvação em nenhum outro ente,
pois, em todo universo não há nenhum outro Nome dado aos seres humanos
pelo qual devamos ser salvos!

(Atos dos Apóstolos 4:12 – KJA)

REPÚDIO

Esse episódio aconteceu no longínquo junho de 2006 e me fez ter certeza de que os rumos da igreja na qual tive certificado de membro — praticamente nasci naquela igreja! Cresci, fui batizado, casei… — já eram outros completamente diversos do que a Bíblia recomenda.

Estava eu andando pelo centro comercial do bairro quando, no sentido oposto, vejo vindo, acompanhada por seu marido, a cunhada do pastor, por quem sentia respeitoso carinho devido ao fato de ter sido minha professora na classe de crianças: fiquei sinceramente alegre ao vê-los e iniciei o que seria um movimento na intenção de cumprimentá-los, mas ao cruzar olhares ela bruscamente virou o rosto como se tivesse avistado um monstro!
Naquele momento as acusações que levantaram contra mim vieram todas na minha memória: Soberbo! Rebelde!
Creio que, até mesmo se eu houvesse cometido algum crime, ela — sendo não apenas cristã, mas líder: professora da classe infantil na EBD! — não deveria ter agido dessa forma…
O que alguém que dá um testemunho desses pode ensinar?

Mais tarde lembrei que o marido dela, por acaso, era o tesoureiro da igreja… assim como a irmã era a “ministra de educação religiosa” (virou “pastora” depois…) e cheguei a mais uma triste conclusão: o nepotismo agora também ocorre nas igrejas e ninguém quer “largar o osso”, mesmo que para isso tenham que divulgar mentiras, heresias e fazer acordo com as doutrinas enganosas…

SENSUALIDADE GOSPEL

Em Poços de Caldas havia um programa na TV local chamado “Cena Gospel”, cujo conteúdo era composto por pegadinhas como, por exemplo, acordar pessoas em suas casas (tal qual o “Domingo Legal”), dentre outras coisas que (nem sempre) engrandecem o nome precioso do SENHOR…
Outro dia tive a infelicidade de ver nesse programa uma entrevista com a vocalista de um conjunto chamado “Axé Blond”: Quase nua, ela dizia que, apesar de cantar pornografia, é evangélica e, entre uma dança e outra, canta um “louvor”…tudo com a plena aprovação de seu querido pastor!

E, por falar em “quase nua”, em novembro de 2008 foi registrado um verdadeiro “testemunho de fé”: uma concorrente do “V Mister Aço”, em Volta Redonda, fez uma opção completamente equivocada ao escolher a trilha sonora para sua apresentação individual… assistam e reflitam:

Profundamente evangelístico, não? Quando ela se vira de costas e tremelica o traseiro entra a voz da cantora: “Usa-meeeee”… só fico preocupado com a finalidade de uso que essa cena sugere!
O fisiculturismo, assim como a dança, não é pecado: O problema é que as pessoas não têm mais noção do que deveria ser sagrado e do que deveria ser apenas secular…

Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo,
sendo por esse iludido e arrastado.
Em seguida, esse desejo, tendo concebido, faz nascer o pecado,
e o pecado, após ter se consumado, gera a morte.

(Tiago 1:14-15 – KJA)

UM CULTO MUITO ESTRANHO

2006, sábado do carnaval: estava visitando o irmão Carlos Alberto — também militar e grande estudioso da Bíblia — e conversávamos sobre minhas análises acerca do Ministério Diante do Trono quando ele me contou que sua esposa havia conhecido um jovem pastor (com seus 18 ou 20 anos, não lembro…) que fazia profecias, segundo ela, 100% corretas e que mais tarde, ainda naquele dia, haveria um culto… porque não íamos até lá?
Na época estava preparando a segunda parte do “Afogando-se na Lagoinha”, analisando as profecias enganadoras: achei providencial a oportunidade para ver de perto a ação de um profeta, pois poderia reverter a opinião contrária que vinha, até então, formando.
É claro que meu amigo, o pastor Márcio, também não perderia uma oportunidade como aquela: convidei-o por telefone e ele ficou bastante interessado, mas, por suas próprias experiências, já foi me avisando para ir preparado, pois poderia ver coisas muito estranhas… seria melhor que permanecêssemos em espírito de oração até a noite. Combinamos de nos encontrarmos às sete da noite.

Eu orava em espírito com toda a sinceridade pedindo para que o Senhor Deus me revelasse Sua ação… já muito entristecido pelos procedimentos da igreja batista “tradicional” da qual acabara de sair e assustado por só encontrar heresias pelas igrejas que ia visitando: definitivamente só poderia esperar no Senhor por uma resposta para minha situação, pois sempre cri firmemente no poder de Deus e que Ele pode manifestá-lo quando quiser.
Aquela poderia ser uma ótima oportunidade… e até veio a ser, mas não da forma esperada!

Nos encontramos no horário previsto, fomos para o “culto” e nossa primeira constatação é que não seria realizado em uma igreja, mas na própria residência do tal “pastor”. Até aí tudo bem…
Chegamos na casa — grande, de dois pavimentos — e o culto seria realizado no varandão do segundo andar: cadeiras arrumadas no formato “plateia”, caixa de som, mesa… nada anormal. Eu e o pastor Márcio decidimos ficar na última fileira das quatro que havia, pois nossa condição de visitantes seria ainda mais denotada se ficássemos mais a frente.
O irmão Carlos, sua esposa, sua filha, seu genro e seu neto (ainda bebê) ficaram na fileira imediatamente a nossa frente.

O “pastor” saiu de dentro de sua casa todo sorridente e falante, mas havia algo bastante estranho nele… em seu jeito de falar, em seus movimentos… fiquei calado para não emitir uma opinião errônea, mas o irmão Carlos virou para o Márcio e comentou algo que o fez ficar bastante sério e, sussurrando, falar comigo:
— Teóphilo, você notou…
— Uma pomba-gira?! Sem dúvida!
Senso comum triplamente confirmado, aquilo já era um “alerta vermelho” sobre as coisas que estavam por vir.

Mesmo sendo um sábado de carnaval, parece que aquele evento era um sucesso de público: havia muito mais gente do que o esperado e uma jovem foi assentar-se em uma das cadeiras postas na lateral da varanda, porém o “pastor” não permitiu:
— Não! Aí é um lugar onde eu não sei o que pode acontecer quando o varão chegar!! — vendo a cara de espanto de alguns dentro do público do dia ele decidiu ser mais explicativo — Quando chega o varão eu não sei o que acontece! Só sei que não vou cair pela escada…
Ótimo! Quer dizer que ia chegar um tal “varão”… mal podia esperar por isso…

Começou-se o culto cantando um hino do “Cantor Cristão”, acompanhado por pandeiro. Houve um momento para apresentações onde preferi me identificar como se ainda fosse membro de minha ex-igreja (o que não era mentira, pois não fui excluído e minha carta ainda está lá…) e o Márcio não se apresentou como pastor, identificando-se apenas como membro da igreja presbiteriana.
Notamos que a referência às nossas igrejas causou algum desgosto ao pastorzinho, mas não compreendemos o motivo…
A seguir foi feita a leitura bíblica sobre algum texto que — me lembro apenas disso — mencionava a vitória e pronto: com base apenas na palavra “vitória” houve uma breve preleção extra bíblica sobre o assunto e, na verdade, esse momento foi o pretexto para se começar o “louvor”…

Haviam chegado mais “irmãos” e foram distribuídos mais dois tamborins para aqueles que pareciam os diáconos do lugar: o “louvor” começou devagar, com “Solta o Cabo da Nau”, só que aí foram emendando uma série de outros supostos corinhos cuja letra eu nunca havia ouvido, porém me recordo do ritmo que ia acelerando e das frases “o varão de fogo”, “vaso quebrado”… “vai entrar”!
Nisso, o pastorzinho já havia tirado o paletó, ficado descalço e saltava e sapateava lá na frente até que, de repente, começou a parecer que foi sendo adicionado peso aos seus saltos, a ponto de até estrondar o chão do segundo pavimento: cada pulo dele era um estrondo!
Seus olhos estavam revirados e então ele começou a rodopiar…

Quando dei por mim, percebi que o ritmo dos pandeiros era exatamente o mesmo dos pontos de macumba!
As pessoas acompanhavam com palmas e batendo os pés no chão enquanto o pastorzinho rodopiava cada vez mais rápido, de cabeça baixa e olhos fechados…
Em determinado momento, com olhos completamente diferentes, o pastorzinho parou de rodar e começou a andar por entre o povo ali reunido até escolher sua primeira vítima: o Carlos!
Foi na direção dele, mas Carlos de mãos estendidas começou a repreender em nome de Jesus aquela entidade: foi bastante curioso porque estávamos em terreno completamente hostil, afinal era a própria casa daquele jovem, repreendendo-o em nome de Jesus… e ele obedeceu!
Afastou-se rapidamente e… veio em minha direção.

Não estou acostumado a lidar com entidades, mas reconheço uma possessão quando está na minha frente: talvez por educação não gritei nem repreendi, mas fiquei orando em espírito e pedindo a Deus que, pelo sangue de Jesus Cristo, me guardasse daquele mal.
Ele se aproximou, colocou a mão em meu estômago (justamente onde eu fora operado) e começou a me falar um monte de coisas — que, sinceramente, eu não conseguia ouvir — e fazia força, muita força!
Eu olhava para aquela face estranha e, repreendendo em espírito, negava qualquer ação que estivesse ocorrendo até que, depois de um tempo que não sei medir (mas devem ter sido bem uns três minutos inteiros), meus sentidos clarearam e só então pude entender que ele estava desesperado gritando:
— Sapateia! Pula! Marcha!!!
Passei a olhar firme para aquela figura e respondi calmamente:
— Desculpe, mas… NÃO! Me larga. Agora!

Ele retirou a mão de mim bastante transtornado e, de imediato, investiu contra o Márcio, pastor experiente, que, ao ver aquele bicho vindo de mãos estendidas sobre ele, deu o que posso classificar como “golpe de mestre”: estendeu simultaneamente sua mão, segurando a mão do pastorzinho no meio do caminho, como se num aperto de mãos!
Isso impossibilitou qualquer imposição e fez o pastorzinho (ou a entidade?) começar a discutir, como se pedindo para fazer alguma coisa, enquanto o Márcio sorria e dizia “não”!
Também ficou ali tentando algum tempo e finalmente se retirou… não foi em mais ninguém, simplesmente voltou para a frente do auditório improvisado.

Nessa algazarra, o neto do irmão Carlos começou a chorar e sua filha, também bastante incomodada pela situação, aproveitou para descer as escadas com o bebê no colo.
Eu, vendo que nada ali seria para minha edificação, decidi me retirar… não havia nem mesmo o que respeitar naquele lugar!
Ao chegar no portão da casa encontrei a jovem com seu bebê — completamente frustrada e sem nem mesmo acreditar que sua mãe caíra naquela esparrela — querendo ir embora, mas, por morar perto, não haviam ido de carro.
Esse foi o pretexto mais que perfeito para que eu pudesse me retirar daquele culto de demônios: voltei até lá em cima para pegar o carrinho do bebê e pedi o auxílio do Márcio para descer as escadas carregando aquele peso.
Vendo a movimentação, o Carlos e seu genro também aproveitaram para se retirar, mas a esposa dele quis ficar…

Levei a filha, o genro e o neto de Carlos em meu carro enquanto ele próprio e o Márcio foram andando e conversando.
Imaginei que a esposa do Carlos viria logo a seguir, mas fiquei espantado quando soube que ela ia permanecer até o final porque havia levado a filha de uma vizinha como sua visitante…
Não condeno a intenção, mas, no meu caso, não apenas faria questão absoluta de retirar qualquer visitante que porventura tivesse levado a um lugar daqueles, mas ainda explicaria minuciosamente e diante da Bíblia que aquilo ali nunca foi e nem poderia ser considerado um culto a Deus.

Como aquela balbúrdia, segundo o Carlos soube com a esposa, só costumava acabar por volta das dez e meia, ficamos conversando até quase esse horário, lá na casa do irmão Carlos mesmo.
Na verdade eu ficava ouvindo as experiências dos dois servos de Deus e, quando muito, pedia para um contar um episódio ao outro: sempre é muito bom aprender com pessoas que se pautam pela Bíblia!
Próximo ao horário previsto para o término da macum… digo, culto, fomos caminhando até lá próximo e ficamos sentados numa calçada de onde podíamos ouvir e ver as coisas lá em cima sem ficarmos tão expostos.
E realmente eram coisas completamente absurdas!

Num determinado momento até mesmo o paciente irmão Carlos ficou incomodado e decidiu ir chamar sua esposa. Para isso teve que subir até lá no “culto” e, naquele ambiente pequeno, não pôde deixar de chamar um pouco de atenção…
É claro que nenhum demônio gosta de sair por baixo, especialmente em seus próprios domínios: assim que viu o irmão Carlos, fez questão de mencionar nossa saída e, ainda por cima, quis “exortar”!
Eu não precisava, mas não pude deixar de ouvir o absurdo lá de onde estava:
— Quando se vai a uma igreja não se pode sair sem deixar de pedir que o pastor ore por você! Todas as vezes que se vai a uma igreja tem que se pedir a oração do pastor!
Ele dizia isso com clara indignação na voz: eu e Márcio, lá de baixo, ficamos tentando lembrar onde, na Bíblia, está este mandamento, mas só conseguimos pensar em mais de dez respostas bíblicas diferentes que o Carlos podia dar para calar a boca daquele possesso.
Só que o Carlos preferiu ficar calado para não causar problemas e aí que nós percebemos que os problemas dele estavam só começando, pois sua esposa estava completamente enredada por aquelas mentiras satânicas… e olha que ela é crente antiga!

Finalmente terminou o espetáculo macabro, mas o pastorzinho fez questão absoluta de gritar para nós, lá de cima, como se estivesse nos abençoando…

Andando de volta para casa a esposa do Carlos não se continha e repetia as profecias que ouvira daquele “pastor”. Inclusive ele teve uma revelação sobre eu e o Márcio:
— Ele disse que viu seu carro virado e vocês dois mortos! Mas que o Senhor já os havia livrado…
E, realmente, pelo horário avançado, eu iria levar o Márcio até sua casa.

Quando chegamos novamente na frente da casa do irmão Carlos e íamos nos despedindo da visitante, a vizinha (mãe da menina) apareceu toda sorridente e, por estar ocorrendo uma festa em sua casa, ofereceu um grande pedaço de bolo confeitado e com frutas à esposa do Carlos, retirando-se com sua filha após isso.
Quando olhamos para a esposa do Carlos ela estava trêmula, com lágrimas nos olhos e aí começamos a constatar que o engano havia fisgado uma mulher que pensávamos ser à prova dessas coisas. Ela disse:
— O pastor disse pra mim que alguém ia me dar um doce muito cheiroso, com frutas!!! E que esse doce era um trabalho para me derrubar! Esse bolo deve ter sido feito para acabar com minha saúde! Tem um trabalho nele… vou jogar tudo fora!
Eu e Márcio nos entreolhamos… naquele momento não nos ocorreu a passagem bíblica, mas, se fosse hoje, sem dúvida teríamos ficado com o bolo!
Depois disso foi tudo tranquilo: levei Márcio até sua casa sem nenhum sinal de perigo.

E aí aconteceu algo que não sei como descrever.
Não quero apresentar nenhuma ideia errada a meus leitores e gostaria de reforçar que este texto é completamente subjetivo, ou seja, não passa de um compêndio de testemunhos pessoais e, portanto, o que vou escrever a partir deste ponto não é regra e nem inquestionável, OK?
Vinha eu dirigindo contente pela Avenida Brasil — principalmente pelo fato de estar sozinho no carro, ou seja, as condições da “visão” do pastorzinho já não haviam se cumprido — agradecendo a Deus por Sua bondade e grandeza quando, já bem próximo de minha casa… não ouvi nenhuma voz, não vi anjos, não vi luzes nem nada sobrenatural, mas formou-se um raciocínio tão sólido que eu poderia dizer estar ouvindo-o através de minha mente: não era nada que tivesse me ocorrido e muito menos estava pensando naquilo. Foi algo mais ou menos assim:

— Deus te livrou. Deus sempre fez, faz e vai fazer isso… mas não precisa ficar se exibindo! Ou você acha que está vivo até hoje por seus próprios méritos? Satanás é ardiloso! Assim como fez com Jó e Pedro: enquanto vocês estavam ali naquele antro, Satanás foi a Deus pedir para ceifar suas vidas! Ele estava irado com a presença de vocês ali e queria realmente matá-los! Verdadeiramente ele pediu permissão a Deus para que pudesse destruir suas vidas em um acidente de carro… e Deus disse simplesmente “NÃO”!! Essa não foi a primeira vez… Deus os livra constantemente de coisas que nem mesmo imaginam! E o mais importante de tudo é que o Senhor não fica fazendo propaganda de cada livramento que dá… Ele simplesmente o faz por ser Deus! Todo o poder e honra e glória a Ele pertencem!

— Quem precisa e quer muito ser reconhecido por seus “milagres” é Satanás! Na verdade, ao ter seu pedido negado, voltou imediatamente para tentar reverter a derrota em um lance no qual pudesse angariar um pouco de sua fé ou, pelo menos, abalar seus fundamentos: ele simplesmente contou os fatos assumindo a posição de Deus! E é assim que ele tem feito para convencer muitos crentes! E muitos têm crido nestas mentiras! A intenção do inimigo é roubar, matar e destruir… mas cada vez que tem seus pedidos negados por Deus ele se apresenta como portador do livramento: tolo é quem crê que Deus ficaria contando grandezas e enumerando cada livramento, pois livrar e salvar é exatamente o que Ele faz a cada milésimo de segundo.

— Deus, conforme está escrito em Daniel, revela o profundo e o escondido! A festa na casa da vizinha era algo tão visível… o bolo, em sinal de agradecimento, era tão previsível… o mundo espiritual não se prova por sinais tão óbvios! Está lá em 1 Coríntios 8 tudo o que se precisa saber sobre ofertas dedicadas a outros “deuses”… Satanás conseguiu disseminar desconfiança entre duas vizinhas no que deveria ser um gesto simples de boa vontade… e o pior é que a crente é quem vai errar! Vai perder oportunidades de falar a verdadeira Palavra de Deus, vai se afastar por recear de supostos “trabalhos” que nunca existiram… e, se não voltar à sanidade bíblica, será consumida neste universo de profecias, sinais e prodígios. Quem está de pé cuide para que não caia!

— Você precisa ver os livramentos que Deus te dá para glorificá-lo? Você precisa ter sinais sobrenaturais para saber que Deus existe? Precisa ver anjos para testificar da Palavra? Não faça como os homens de pouca fé… segue em frente confiando no Senhor e o mais ele fará! Glorifica através de sua vida e seu testemunho e não através de repetições! Leia e medite sobre a Palavra de Deus… e somente sobre ela!

Houve mais? Sim… porém não me recordo com precisão.
O que foi isso? Eu não sei… só sei que a fé independe do sentimento, não havia pedido por isso… nem pedirei para que ocorra novamente: oro para que Deus me livre do mal e aja através de minha vida.
Se eu vou ficar buscando esse tipo de experiências de novo? Não: definitivamente não cabe a mim mover o sobrenatural. Meu papel é apenas estudar e falar sobre a Bíblia… e o mais o Senhor há de fazer!

Tudo isso ocorreu sem que eu perdesse a consciência: estava dirigindo e assim o fiz até chegar em casa.
Não fui arrebatado, não tive visões e não fiquei tendo chiliques… na verdade sequer pretendia registrar tal evento: é um testemunho pessoal apenas e completamente inválido como norma ou regra.

CONCLUSÃO

E é justamente por crer e querer mais do verdadeiro e único Jesus Cristo que realizei este absurdário gospel, na sincera intenção de alertar os cristãos fiéis à Palavra de Deus sobre alguns dentre os muitos tipos de engano nos quais podem estar sendo sutilmente sendo envolvidos: estou criando um fórum aqui no site e desde já há uma seção exclusiva para que você, leitor registrado, possa relatar sua experiência: não estou buscando apenas por piadas e, volto a repetir: o objetivo dessa coletânea não é e nem nunca foi escarnecer de pessoas, mas expor os erros que têm contaminado as igrejas.
Obrigado por ter lido até aqui e peço que, além de colaborar para a segunda edição d’o Absurdário Gospel, também fique à vontade para compartilhar, comentar, curtir: realmente preciso de todo o tipo de auxílio!

Aqui quem escreve é o velho Teóphilo Noturno e prossigo, contra todas as adversidades, com meus informes atualizados e consolidados, tentando alcançar — nas noites de terças e quintas — unidades desorientadas e até, talvez, atualmente sob domínio do inimigo.
Ao conteúdo que produzo chamo d’O Pior Evangelho do Mundo e sinceramente espero que essa publicação tenha promovido reflexão e colaborado para sua edificação: sempre busco exclusiva e sólida base bíblica, sendo totalmente desvinculado de qualquer franquia de empresas eclesiásticas ou emprejas em particular.

Em 2018 o Senhor permitiu que a surdez me tocasse e, a despeito de minha fé e todos os esforços pessoais que realizei, as necessidades cotidianas e as contas não cessam, colocando a mim e minha família em sérias dificuldades financeiras, especialmente após a morte de minha mãe.
Diante disso, não me envergonho ao pedir seu auxílio para suprir necessidades diversas que vão de comida e remédios até custeio de domínio e hospedagem.

NÃO É SUA OBRIGAÇÃO me ajudar, mas tenha certeza de que qualquer doação efetuada irá proporcionar não apenas recursos materiais, mas também tempo para me dedicar a estudar, escrever e produzir conteúdo ainda mais relevante para a edificação dos leitores.

Compartilhar as publicações já ajuda, mas tendo recursos e desejando colaborar financeiramente — com qualquer valor! — minha chave PIX principal é [email protected] e essa imagem é meu QR code: o nome de confirmação é Geovane Ignácio de Souza e o trecho do CPF a aparecer deve ser o “927.157“, sendo realizada uma movimentação destinada ao Nubank

Destaco que, por mais que queira, não tenho em mim mesmo a menor capacidade de forçar o Pai a te abençoar por sua generosidade, mas oro a Ele pedindo que, no tempo certo e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da maneira mais adequada: não apenas na restituição multiplicada do valor doado, mas também através dos mais diversos livramentos e bênçãos que, em minha limitação humana, sequer posso imaginar antecipadamente, mas que já estavam nos planos do Todo-Poderoso Deus desde antes da fundação do mundo.

Aqui quem escreve é o velho Teóphilo Noturno e prossigo, contra todas as adversidades, tentando alcançar — todas as terças e quintas pela noite — unidades desorientadas (e, quiçá, até as atualmente em poder do inimigo) através dos informes consolidados e atualizados que chamo d’O Pior Evangelho do Mundo.

Parafraseando o apóstolo Paulo em Efésios 6: 23-24: que a graça e a paz sejam conosco, todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade, hoje e para todo o sempre!

Ficou querendo ver melhor a imagem de abertura?

Esse texto te edificou? Fez refletir?
Por favor, curta e compartilhe
para que alcance mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

OUTROS ESTUDOS DO MESMO AUTOR

7 Comments

  • El Misionero Matsuura Junichiro
    Posted 1 de março de 2021 at 16:58

    Saudades do absurdário gospel. Sério, cara. Bota absurdário nisso. Imagina o que deve estar rolando hoje em dia. Você poderia fazer uma segunda desse show de maluquices.

  • El Misionero Matsuura Junichiro
    Posted 1 de março de 2021 at 17:01

    Se bem que, face à passagem do tempo, eu creio que você esteja na quinta, ou na sexta parte, desse festival de loucuras.

  • El Misionero Matsuura Junichiro
    Posted 9 de março de 2021 at 12:23

    Bom dia, Geovane. Viu o meu link no Telegram? Quando é que você vai fazer um react do meu vídeo? Aliás, você poderia ir por esse caminho. Fazer reacts de bizarrices gospel.

    • Geovane
      Posted 9 de março de 2021 at 17:39

      Até corri para verificar, mas não me chegou nada pelo Telegram… agora fiquei querendo ver!

      • El Misionero Matsuura Junichiro
        Posted 10 de março de 2021 at 12:38

        Eu fiz confusão com outra pessoa. O vídeo está no Facebook, e no meu canal no You Tube. Parece que a gente ainda não tem contato pelo Telegram. Dá uma olhada, e faz um react. De repente, pode incluir no seu hit parade gospel. Pode mostrar o meu rosto sem problema, porque quem não deve não teme.

        • El Misionero Matsuura Junichiro
          Posted 17 de março de 2021 at 10:10

          Aliás, você tem Telegram?

          • Geovane
            Posted 17 de março de 2021 at 11:55

            @geovanesou

Leave a comment