Skip to content Skip to footer

Finalidade

Conversa Com Um Tatuador Cristão

Não posso deixar de contar para os que precisam de sinais para ter a fé sustentada que certo dia o Senhor me revelou, através do Espírito Santo que em mim habita, que minha finalidade é pregar a Palavra, somente a Palavra e, por ser humano e falho, não muita coisa além da Palavra.
Recebi a ordem para buscar nas Escrituras a Verdade da salvação, esmiuçá-las, atentar para os detalhes, meditar de dia e de noite e lançar esse entendimento através de publicações impessoais, pois o que deve ser exposto e combatido é o pecado, não os indivíduos.

Nunca quis tomar sobre mim a impossível tarefa de separar entre joio e trigo, mas, conforme o tempo foi passando, acabei descobrindo que basta lançar luz da Palavra sem mistura que ambos acabam se revelando espontaneamente: o trigo — mesmo que vivendo na lama — se aproxima, encontra aconchego, esperança e força para crescer; o joio — ainda que em posições de liderança dentro das empresas eclesiásticas — sente incômodo, se rebela, tenta lançar ofensas pessoais… é como se estivesse sentindo dor e humilhação por ter lido as palavras de um insignificante Teóphilo que ousa escrever o Pior Evangelho do Mundo!

Uma perfeita ilustração desse assombroso fenômeno — que só posso classificar como “espiritual” — aconteceu após minha última publicação, onde apresento uma abordagem bíblica sobre qualquer tatuagem e sua mais absoluta desnecessidade na vida de qualquer cristão legítimo, haja vista representar um ato de rebelião direta contra uma determinação não revogada de Deus.

OFENSOR INDIGNADO

Porquanto, nossa luta não é contra seres humanos,
e sim contra principados e potestades,
contra os dominadores deste sistema mundial em trevas,
contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.

(Efésios 6:12 – KJA)

Sofri muita até aprender que é absurda a quantidade de pessoas — intelectual ou emocionalmente — possessas e que, quando a Verdade os incomoda a ponto de manifestação, não adianta ingressar em nenhum dos “jogos” por eles propostos: tem que ser o Espírito Santo e através apenas da Palavra de Deus, não eu, a promover a libertação das almas cativas das quais nem a identidade revelo.

Não tenho muito a acrescentar agora ao que foi publicado e ao que respondi, mas é impressionante reconhecer o “modus operandi” da entidade que a estava influenciando essa pessoa, pois mesmo sem nunca tê-la visto ou com ela debatido, era como se estivesse lidando com algum dos mesmos velhos difamadores de uma década atrás: primeiro um questionamento revestido de “boas intenções”, seguido pela indignação pela inflexibilidade da Palavra e, cegados, as ofensas que começam genéricas e tentam alcançar até minha pessoa!
Nesse episódio em particular, na terceira manifestação da entidade, até uma alucinação ocorreu ao me comparar com alguém, pois tanto nunca nem mandei ninguém ir pra empresa eclesiástica quanto, muito menos, arrancar os braços!

Enfim, fica evidente a visão seletiva e apóstata da criatura, mesmo se esforçando para disfarçá-la como se fosse amor pelas almas: que se escancarem as portas estreitas da Verdade para que tenhamos números, enquanto os cristãos que permanecerem fiéis merecem, me permitam enumerar, adjetivos como: “santarrões”, sem o “mínimo de inteligência”, “corações negros”, “canalhas”, cheios de um “sentimento putrefato e petulante”, provavelmente feios para não querer colocar uma tatuagem, a Palavra se torna uma “muleta”, com problemas de “autoimagem”, psicopatas, sem compaixão, “sujeitos que batem no peito”…
De fato, é muita pureza, mas nunca foi de nenhum homem, senão a base do Corpo de Cristo, que não aceita ser mistura para poder ser sorvido pela humanidade cada vez mais degradada: a fúria dessa entidade é contra os poucos que lutam em defesa do Evangelho baseado estritamente nas Escrituras.

O que é maravilhoso de servir ao Senhor é que até mesmo uma manifestação tão sórdida acaba sendo oportuna para que, através de questões sinceras e legítimas, o trigo possa se aproximar! Veja:

Uma abordagem sem sarcasmo, um questionamento sincero e, acima de tudo, diante da mesma verdade inflexível oferecida anteriormente, a capacidade de compreender que o foco deve ser sempre no Evangelho, não para ofensa dos indivíduos que a ele foram chamados para servir… ainda que cheios de tatuagens!
E até mais intensa que essa foi outra mensagem que recebi, mas essa com

O PROFISSIONAL

A paz de Deus, meu caro Teóphilo.
A quatro dias venho lendo seu site, porque em dias frios de inverno meu trabalho cai bastante e então tenho tido tempo suficiente para examinar o site e as escrituras sagradas.

Confesso que tenho ficado surpreso com o que tenho lido, afinal até aqui tudo está a luz da palavra de Deus, apesar que de vez em quando me deparo com algumas frase que soam de forma sarcástica, percebi com elas que, como se diz: Você mata o cara com a unha (rsrsrs), mas mesmo nessas horas se usando da palavra.
Não de uma forma pessoal, mas como que mostrando o caminho a seguir.
Resumindo, estou gostando e o que me faz vir aqui é o texto em que você aborda o tema TATUAGEM: como pode ver em meu perfil, sou tatuador profissional, e, sim, sou cristão!

O que passo a relatar é como entrei nesse trabalho, bem resumidamente, pois você deve ter mais o que fazer:
Nasci em lar cristão, minha família serve a Deus na Congregação Cristã no Brasil (sobre a qual, por curiosidade, gostaria de saber sua opinião). Com 13 anos me batizei, participei do ministério jovem, chamado de “auxiliar de jovens”.
Sou músico e me casei com uma jovem também temente a Deus, cuja família inteira também pertence a mesma fé e doutrina.
Devo lhe dizer que fui um jovem exemplar na doutrina, fervoroso, leitor e defensor ferrenho das escrituras (coisa, infelizmente, incomum na CCB) e tinha o respeito do ministério local e de toda a irmandade, mas permitiu Deus que um dia a frieza espiritual batesse em minha porta e eu, na minha fraqueza humana, dei espaço para que o maligno agisse na minha vida.

Comecei com leituras estranhas e pesadas, músicas diabólicas, televisão e assim foi… até que conheci a tatuagem: meu irmão, quem me dera o tempo voltasse e eu pudesse me desviar de tudo o que o diabo colocou no meu caminho!
Espiritualmente cego, me afastei da igreja, mudei de estado e me dediquei à tatuagem.
Felizmente a misericórdia de Deus é maior que nossas fraquezas e, um dia, após alguns anos, a misericórdia de Deus veio bater em minha porta e mostrar ao diabo que aqueles que são seus de maneira nenhuma se perdem: como o filho pródigo, depois de sofrer e comer bolotas de porco, meu pai (Deus), me abraçou, mostrou seu amor e me colocou de volta dentro de Sua casa.

Hoje, voltei a ser firme no caminho e dia-a-dia Deus tem colocado uma dose de colírio espiritual em minhas vistas, para que possa ver os caminhos em que andei quando estava cego e assim poder glorificá-lo por seu amor e misericórdia para com minha alma.
Continuo com meu estúdio… até o tempo determinado por Deus, porém procuro transformar a maldição em benção anunciando o Senhor Jesus sempre que possível: minha esperança é que, de alguma forma, consiga limpar os olhos daqueles que ainda estão em trevas.

Confesso: não sou mais feliz no que faço, mas um dia fui buscar a Palavra para sair de onde estou e Deus mandou Sua Palavra e me respondeu assim: “você esta dentro do inferno, mas mesmo de dentro do inferno não perca a comunhão comigo”
E é o que tento fazer meu irmão: estar em comunhão com Deus mesmo dentro de um lugar incomum a cristãos.
Deus têm tocado muitos tatuadores, e têm operado em suas vidas também. Veja quantas comunidades há nas redes sociais… se bem que nem todos seguem ao JESUS bíblico e sim ao “gezuz” (rsrsrs… essa sua foi ótima)!
Em particular peço a você que ore a Deus, e me responda a seguinte pergunta:

É possível estar em um trabalho que aos olhos de muitos não é cristão e mesmo assim agradar, ter, viver e servir a Deus?

No meu caso é por necessidade, pois não tenho outra profissão e o que ganho, com a escolaridade e experiência em trabalhos anteriores que tenho, dificilmente ganharei: em I Coríntios 7:20 diz: “Cada um fique na profissão em que foi chamado” e em I e II aos Tessalonicenses Paulo também exorta ao trabalho.

Tentando ver por um outro lado: no Rio de Janeiro, por exemplo, cidade violenta onde a polícia ou mata ou morre… não há policiais cristãos? E se um bandido mirar um fuzil no peito dele… ele vai apresentar a Bíblia pro cara? Também não temos irmãos delegados? Ginecologistas?
Imagine a cena: um irmão ginecologista que é médico das irmãs de sua igreja.
Não fica difícil também?

Bem não quero aqui, me desculpar pois cada um tem uma opinião, mas o importante é que se cumpra em nós a vontade do Altíssimo, afinal de contas, para que muitos fossem salvos, Paulo e tantos outros foram presos, torturados, malditos… mas em tudo foram mais que vencedores.
Aqui estou eu (espiritualmente) preso ao meu ganha pão, torturado pela consciência e maldito por alguns, mas crendo que minha prova resulte em salvação para alguém.

Deus o abençoe, pois ganhou mais um leitor e amigo em Cristo!
Um fraternal abraço… e aguardo sua resposta.
A paz do Senhor!

QUAL SUA FINALIDADE?

Foi impossível escapar de ficar emocionado com essas palavras e, ao contrário das acusações vazias que apresentei inicialmente, há uma questão importantíssima a ser respondida!

Amado irmão — cuja identidade vou preservar — em primeiro lugar suas palavras demonstram claramente que o Espírito Santo está agindo em sua vida e isso é revelado pelo fato de estar prezando a Palavra de Deus acima de suas escolhas pessoais: o mal estar que tem sentido é resultado do convencimento que apenas esse verdadeiro Espírito Santo pode realizar na vida de todos nós, pecadores miseráveis.

Ao contrário de muitos outros tatuados e tatuadores, sua postura de humildade — não perante a mim, que nada sou além de seu irmão — perante ao Senhor e Sua Palavra é o princípio da santificação!

Não se envaideça, pois santificação não é um “ponto final” em si própria, mas é toda uma jornada onde se busca o aperfeiçoamento e a correção de Deus para que possam ser aplicados em nossas vidas.

Sobre a Congregação Cristã do Brasil pouco posso falar, pois a única outra pessoa que conheci que foi ligada a ela é uma irmã que mora em São José do Rio Preto, SP… e foi através de mensagens eletrônicas. Porém há alguns bons estudos que pude ler no site do irmão Hélio de Menezes — o Sola Scriptura — que foram bastante esclarecedores quanto aos enganos e deturpações que ocorrem nesta denominação… ou seita.

Agora, tendo a certeza de que leu e compreendeu o texto sobre tatuagens, vamos avançar na pesquisa do que a Bíblia realmente define quanto à profissão e ler a passagem que mencionou, mas… vamos usar uma boa versão bíblica e ler um pouco além de um único verso:

Cada um fique na vocação em que foi chamado.
Foste chamado sendo servo? Não te dê cuidado;
e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião.
Porque o que é chamado pelo Senhor, sendo servo, é liberto do Senhor;
e da mesma maneira também o que é chamado sendo livre, servo é de Cristo.
Fostes comprados por bom preço;
não vos façais servos dos homens.
Irmãos, cada um fique diante de Deus no estado em que foi chamado.

(1 Coríntios 7:20-24 – ACF)

Li, reli e não consegui ver nessa passagem uma ordem de restrição no sentido profissional… até, pelo contrário, vejo aqui um alerta que, em Cristo, fomos comprados para ser livres… sendo servos apenas d’Ele! Tudo o mais — profissões, liberdade, escravidão, sofrimento… — deixa de ser prioritário diante disso.
Podemos confirmar o que digo ao lermos Efésios 4:1 para constatar que essa “vocação” mencionada por Paulo não é profissional, senão a dele, como aparece relatado, seria presidiário!
Então aqui cabe uma pergunta a você e a qualquer leitor: está se sentindo livre… ou escravo da sua profissão?

Outro ponto interessantíssimo que você me apresentou foi o questionamento das atividades que poderiam ser dignas ou não quando exercidas por cristãos… e eu gostaria de revisar e estender um pouco mais o raciocínio:

A FINALIDADE da existência de um policial é proteger a vida humana através da manutenção da lei e da ordem.
A degradação deste mundo é que tornou essa profissão tão intensamente relacionada à morte, pois ao observarmos o Termômetro do Fim — que é o cumprimento milimétrico das profecias e 2 Timóteo 3 — veremos que esse o atual estado de caos social era inevitável e, digo mais… ainda vai piorar!

A FINALIDADE da existência de um ginecologista é tratar as doenças ligadas aos órgãos reprodutores femininos. Não tem como fazer isso sem olhar: é inerente e inevitável nessa profissão que, corretamente executada, alcança o objetivo de salvar vidas… e colaborar para a chegada de novas!
Eu, particularmente, sou fraco, imaturo e nunca poderia exercer essa profissão: ou veria coisas tão feias que me anulariam como homem, ou poderia cair na tentação do “já que viu, por que não provar”… e em tudo dou graças, pois o Senhor sabe muito bem onde coloca seus servos!

Já a FINALIDADE da existência de uma prostituta é ganhar dinheiro através de seu corpo.
Ela pode ir a escolas realizar palestras, pode aparecer na TV… pode até ser amiga de autoridades e pode até pagar matérias diárias nos jornais para ser chamada de “celebridade”, mas sua finalidade permanece a mesma e totalmente inaceitável pela Palavra por estar intrinsecamente ligado ao pecado e passível de condenação ao lago de fogo e enxofre.

Então, analisando cada FINALIDADE, podemos compreender porque podem haver policiais cristãos, ginecologistas cristãos… mas nunca prostitutas cristãs!
Até mesmo essas que ficam disfarçando a exibição de seus corpos com passagens bíblicas acabam incorrendo em pecado, pois — de acordo com as palavras do Senhor Jesus Cristo em Mateus 5:28 — atentam qualquer um que sobre elas ponham os olhos a pecar!

Isto posto, nunca desejando “pegar no seu pé”, mas trazê-lo à reflexão, questiono: qual a FINALIDADE principal de um tatuador?
Não vamos nos ater à óbvia finalidade de “fazer tatuagens”… consideremos aquilo que move as pessoas a buscar tais sinais de diferenciação (que, na verdade, atualmente acabam não passando de ordinário “lugar comum”): a exaltação do ego, a sublimação da vaidade!
Ora, como vimos em Marcas, a Palavra de Deus tanto ordena que os servos de Deus não marquem seus corpos quanto não apoia a vaidade excessiva em momento algum, antes nos exorta a confiar somente no Senhor!

MARCAS

Longe de mim falar coisas sobre alguém que não conheço, mas agora apresento uma segunda questão para ajudá-lo a refletir, a descobrir o que é realmente importante para você e diferenciar do que é apenas conveniente: você está realizando um atividade da qual provém apenas o seu sustento… ou se escravizando a algo para manter um determinado padrão de vida e sustentar uma ou outra excentricidade?
Não precisa me contar a resposta, mas baseado em Mateus 19:16-22 eu pergunto: você realmente quer servir ao Senhor?
Indo além e baseado em Lucas 12:22-31: você é capaz de confiar no sustento que virá do Senhor?

Você não é incapaz!
Você pode começar alguma outra coisa… certamente sem o mesmo reconhecimento, provavelmente sem os mesmos proventos, mas algo com uma FINALIDADE adequada aos padrões bíblicos.
Espero que compreenda que este homem que te escreve também teve todas as suas bases — profissional, financeira, eclesiástica e, mais recentemente, sensorial — totalmente reviradas nos últimos anos: nunca me imaginei tendo que pedir auxílio com tanta urgência e necessidade e, ainda assim, não deixo de esperar e confiar na providência do Senhor!
Já fui obrigado a me desfazer de muitos dos confortos que julgava essenciais, mas descobri que não passavam de meras vaidades… e atualmente, mesmo com dificuldades para manter até o que é essencial, não posso deixar de glorificar e agradecer ao Deus Criador, pois se não fosse esse momento difícil… nunca enxergaria minha vocação, nunca iria priorizar o meu verdadeiro chamado.

Ninguém vos engane com palavras destituídas de sabedoria;
porque é justamente devido a esse comportamento que a ira de Deus vem sobre os filhos da desobediência.
Portanto, não sejais participantes com eles.
Pois, no passado éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor.
Assim, andai como filhos da luz,
porquanto, o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça e verdade;
e aprendei a discernir o que é agradável ao Senhor.
E não vos associeis às obras infrutíferas das trevas; pelo contrário, condenai-as;
pois é vergonhoso até mesmo mencionar as coisas que fazem às escondidas.
Mas todas essas atitudes, sendo condenadas, manifestam-se pela luz, pois absolutamente tudo se torna visível diante da luz.
Por isso é que foi dito:
“Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre a tua pessoa”.

(Efésios 5:6-14 – KJA)

Pronto: acho que consegui ser sincero sem precisar te “matar com a unha”!
Saiba que não passo de um “manteiga derretida”, capaz de prontamente amar irmãos que nunca vi e tentar, acima de tudo, exortá-los para que confiem, busquem e se submetam primeiramente a Deus… e tudo o mais nos será acrescentado.
Por favor, não me odeie se falei alguma palavra que possa ter te desagradado e saiba que vou estar orando por você, pois sua situação também não é fácil.
Ore por mim?

Que o Senhor nosso Deus, que é poderoso para nos guardar e suster, seja conosco em nossas angústias e que, através de Sua Palavra, nos retire das dúvidas atrozes que podem nos ocorrer.
Um fraternal abraço

NOVA FINALIDADE

Seria incompleto encerrar essa postagem sem revelar que a manifestação irada, cuja captura aparece no início do texto, ocorreu dia 8 de maio de 2021, enquanto a mensagem do tatuador e sua resposta foram originalmente publicadas em… 29 de maio de 2009!!!

QUER CONHECER MAIS CARACTERÍSTICAS
DESSA GERAÇÃO DE TATUADOS RECLAMÕES?
NÃO DEIXE DE LER:

O TERMÔMETRO DO FIM

A criatura que, segundo ele, “matei com a unha”, foi um tatuado que se manifestou em 3 de fevereiro de 2009 e, como aprendi a reconhecer através dos anos, estava possesso exatamente pela mesma entidade que se manifestou da mesma forma, mais de uma década depois… os links estão aí para que possam ver e compreender tanto que minha batalha em defesa do evangelho verdadeiro é longa quanto não estou aqui para inventar modinhas ou deturpar as Escrituras para agradar mais leitores e, através disso, conseguir mais e maiores doações.

Porquanto a Palavra de Deus é viva e eficaz,
mais cortante que qualquer espada de dois gumes;
capaz de penetrar até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas,
e é sensível para perceber os pensamentos e intenções do coração.
E não há criatura alguma incógnita aos olhos de Deus.
Absolutamente tudo está descoberto e às claras diante daquele a quem deveremos prestar contas.

(Hebreus 4:12-13 – KJA)

Minha finalidade é servir ao Senhor através da exposição das Escrituras e, sinceramente, estou precisando muito de sua ajuda para que isso continue fluindo.

Obrigado por ter lido até aqui e, verdadeiramente, preciso de qualquer colaboração que puder me oferecer: comentários, compartilhamentos e reações ajudam a divulgar este conteúdo que foi produzido com intenção de colaborar para a edificação do Corpo de Cristo no mundo.
Um link encurtado e de fácil memorização para essa postagem é:

https://cutt.ly/finalidade

Desejando colaborar financeiramente com qualquer valor, minha chave PIX principal é [email protected] e essa imagem é do meu QR code: meu nome é Geovane Ignácio de Souza, o trecho do CPF a aparecer deve ser o “927.157” e a instituição financeira é o Nubank.

Por mais que queira, destaco que não tenho em mim mesmo a menor capacidade de forçar o Pai a te abençoar por causa disso, mas oro a Ele pedindo para que, no tempo correto e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da forma mais adequada: seja através de livramentos ou de diversas bênçãos possíveis.

Parafraseando o apóstolo Paulo em Efésios 6: 23-24: que a graça e a paz sejam conosco, todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade, hoje e para todo o sempre!

Ficou querendo ver melhor a imagem de abertura?

Por favor, curta e compartilhe
para alcançar mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

OUTROS TEXTOS DO MESMO AUTOR

1 Comment

  • El Misionero Matsuura Junichiro
    Posted 24 de maio de 2021 at 12:10

    Esse cristão tatuador se mostrou sensato acima da média. Quanto à polícia, lamentavelmente, ela precisa conter os malfeitores usando a força. O bandido usa a força bruta. Logicamente, para contê-lo, é necessário se usar de uma dose maior dessa força bruta. Eventualmente, a situação pode sair do controle, e normalmente sai. Quase sempre, infelizmente, é preciso que o policial mate o bandido, para conseguir manter a situação sob controle. Se o bandido não quiser deixar de ser bandido, por mais que os defensores dos “direitos dos manos” insistam em crer em suas sandices, ele não vai deixar de ser bandido. Não adianta eu crer na salvação do criminoso, se ele, o criminoso, não quiser crer.

Leave a comment

PESQUISAR