Skip to content Skip to footer

Ponto de Corte

Libertando Escravos

Esse segundo passo em nossa cruzada de alfabetização bíblica — alfabiblitização — seria o de ensinar a encontrar o elemento sobre o qual determinada mensagem trata ou a quem foi destinada: a ele denominamos “sujeito”, porém creio que a dificuldade de compreensão mencionada na “aula inaugural” já se revelou por conta do próprio baixo número de acessos e reações alcançados por ela.

Ciente de que as pessoas têm, declaradamente, preguiça de pensar e — como dizem “coaches” e pessoas ligadas ao marketing multinível — sair do seu “nicho de conveniência, decidi abordar um assunto que pode ser mais “apimentado”: vou ensinar uma técnica avançada para que você, mesmo sozinho, possa identificar quando estiver diante de heresias ou doutrinas de demônios!
Portanto, tenha muita atenção e discernimento diante do que lerá a seguir.

Logo que completei 12 anos houve um grande burburinho em torno do “O Exterminador do Futuro“, pois foi dito que até haviam pessoas morrendo dentro dos cinemas por conta das emoções do filme!
Eu, muito longe de ser algo mais que um pré-adolescente estudioso, fiquei louco para assistir e, tanto pelo bom comportamento quanto pela insistência, minha mãe decidiu me levar ao cinema: só lembro que naquela cena do conserto da mão robótica ela colocou a mão no meu peito e, diante da coração aos pulos, me tirou do cinema!

Foi a última vez que minha mãe me levou ao cinema… porque mesmo diante da angústia daquela cirurgia, eu estava extremamente curioso para saber como aquela perseguição sufocante chegaria ao final e passei uma semana sem conseguir pensar em outra coisa!
Então tenho certeza de que essa foi a primeira vez em que a insatisfação pelo não conhecimento me impulsionou a realizar algo que, até então, nunca havia feito: fui ao cinema sozinho e assisti atento até o Schwarzenegger ser compactado…
Depois disso passei a ir sozinho ao cinema.

Mas, afinal, o que isso tem a ver com o evangelho, seu Teóphilo?
Continue lendo com atenção e não se assuste, pois os trechos a seguir certamente tem efeito mais catastrófico do que qualquer T-101 ou T-1000 poderão causar!

DESCONTEXTUALIZAÇÃO

E, quando Jesus tomou o vinagre, disse:
Está consumado.
E, inclinando a cabeça,
entregou o espírito.

(João 19:30)

Já está na hora das pessoas pararem de se chamar cristãos, pois esse Cristo morreu e é coisa do passado: vivemos no tempo da tecnologia e é só lermos no próprio evangelho de João, no verso 30 do capítulo 19.
O final vai deixar bem claro que Jesus morreu!

Já está na hora de seguirmos o exemplo de Saulo e voltarmos a assolar os crentes, pois é só lermos lá nos Atos dos Apóstolos, capítulo 8, verso 3, como eles eram tratados… o final deixa bem claro que lugar de cristão é na prisão!

E Saulo assolava a igreja,
entrando pelas casas;
e, arrastando homens e mulheres,
os encerrava na prisão.

(Atos 8:3)

Calma!
Não me odeiem por esse par de ABSURDOS ÓBVIOS que criei para poder comparar ao conteúdo que tive a tristeza de encontrar dia 20 de janeiro de 2021 num grupo cristão das redes sociais.
Com a identidades dos participantes devidamente ocultas, vejam por si mesmos:

Será que, assim como quando em minha juventude fui arrancado no meio do filme, tiraram a Bíblia das mãos dessa criatura exatamente após ter lido essa passagem?
É possível que alguém se satisfaça com um conteúdo que tem seu “ponto de corte” no meio de um texto a ponto de tomá-lo como se fosse a própria conclusão?
E o que dizer de quem curtiu, amou e até fez questão de registrar comentários de apoio?

Essa aí a catástrofe do analfabetismo funcional, que além de não permitir aos indivíduos sequer conseguir visualizar o funcionamento de uma linha cronológica, os castra da curiosidade e os torna felizes por receber algo travestido como “conhecimento”, mesmo que absolutamente descontextualizado e pútrido, sendo validado apenas porque “está na Bíblia”!
Esse é o sórdido “projeto educacional” implantado no Brasil — e talvez por todo o mundo — que vai facilitar submeter pessoas à escravidão através da ignorância.
Essa é a fé vazia… a “falsa fé”!

CUMPRINDO A LEI

Se ao menos o indivíduo houvesse prosseguido em sua leitura, no mesmo livro de Romanos iria se deparar com respostas absolutamente esclarecedoras:

Porque a finalidade da Lei é Cristo, para justificação de todo o que crê.

(Romanos 10:4)

E isso está em absoluta concordância com o que foi dito anteriormente por Cristo:

Não penseis que vim destruir a Lei ou os Profetas.
Eu não vim para anular, mas para cumprir.
Com toda a certeza vos afirmo que, até que os céus e a terra passem,
nem um i ou o mínimo traço se omitirá da Lei até que tudo se cumpra.

(Mateus 5:17-18)

Aqui se torna necessária uma melhor compreensão do significado de “cumprir”: se fulano prometeu um doce para sicrano, quando o doce é entregue ele cumpre sua promessa e encerra o ciclo, não sendo necessário que nem ele nem mais ninguém se perpetue entregando doces!
Isso também implica em que a Bíblia, sendo um livro profético da maior lei de toda a realidade, também permanece vigente e atual e só se tornará um livro completamente histórico após o cumprimento integral de cada palavra nela contida, pois:

Quando algo SE CUMPRE, significa que seu ciclo foi DEFINITIVAMENTE ENCERRADO, logo, ao afirmarmos que CRISTO CUMPRIU A LEI, não estamos colocando o Messias como “apenas mais um” que a obedeceu, mas como aquele que a aboliu a necessidade de sua prática através da completa e perfeita execução.

E, ainda um pouco mais adiante NO MESMO LIVRO DE ROMANOS encontraremos:

Porquanto os mandamentos:
“Não adulterarás”, “Não matarás”, “Não furtarás”, “Não cobiçaras”,
bem como qualquer outro preceito,
todos se resumem neste mandamento:
“Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.
O amor não faz o mal contra o próximo.
Portanto, o amor é o cumprimento da Lei.

(Romanos 13:9-10)

E é pelo mais sincero amor cristão que decidi não me manifestar na própria postagem, mas antes me dedicar a preparar todo esse conteúdo, pois meu objetivo não é entrar em conflito ou escarnecer dos envolvidos, mas colaborar com a edificação do Corpo de Cristo.

Realmente quero facilitar ao máximo a compreensão desse conteúdo, e para isso proponho um exercício de substituição:
Deus deu A PROMESSA
A finalidade, o objetivo, o fim DA PROMESSA foi Cristo.
Cristo cumpriu A PROMESSA
Agora substitua “A PROMESSA” por “A LEI”… e tenha em mente que, em relação ao Senhor Jesus Cristo, “cumprir a lei” é algo totalmente diferente de “pagar as contas”, que chegam regularmente: a Lei foi uma só e, ao ser cumprida, não se perpetuou!

Em suma: estavam todos comendo no restaurante aberto por Adão e, por mais esforço que fizessem juntando moedinhas, o valor sempre seria insuficiente para quitar a dívida.
Notem que muitos sequer tinham intenção de pagar e, mesmo dentre os que tinham aprendido a oferecer moedas através de Moisés, alguns poucos conseguiam vislumbrar o pátio.
Então, não para ser apenas mais um a colaborar com moedinhas mirradas, Cristo entrou e, sabendo que a conta estava em seu nome, foi lá e quitou, pagou tudo, “passou a régua”… e garantiu a liberdade a todos que O procurassem.
Fato consumado, qualquer um que alegar pendência total ou parcial de valores não passa de um criminoso ou por ganância ou por não reconhecer a plenitude da ação de Cristo.
Simples assim!

Para não tornar esse raciocínio tão extenso a ponto de se tornar de difícil compreensão, sou levado a crer que os únicos com interesse na perpetuação da Lei mosaica, mesmo que em apenas alguns de seus artigos, são aqueles com grandes interesses financeiros ou, pior que isso, servos do próprio Satanás, pois está escrito um pouco mais adiante:

Pois todos os que são das obras da Lei estão debaixo de maldição.
Porquanto está escrito:
“Maldito todo aquele que não persiste em praticar todos os mandamentos escritos no Livro da Lei”.
É, portanto, evidente que diante de Deus ninguém é capaz de ser justificado pela Lei,
pois “o justo viverá pela fé”.

(Gálatas 3:10-11)

Mas “viver pela fé” nos coloca diante de outra questão: se fulano prometeu dar aquele doce vermelho a sicrano, porque beltrano fica esperando ganhar o mesmo doce que nunca foi prometido a ele?
Se mesmo alguns pretensos estudiosos se confundem, ao analfabeto funcional é praticamente impossível distinguir a quem são direcionadas algumas promessas e profecias registradas através da Bíblia, sendo incapazes de perceber a diferença entre Israel e Igreja, mas isso já é assunto para uma próxima publicação.

TÉCNICA AVANÇADA

Enfim, uma técnica avançada para identificar heresias é conhecer a Palavra de Deus dentro de seu contexto cronológico, sabendo que não pode haver um “ponto de corte” anterior à conclusão de um raciocínio!
Não faça da Bíblia um instrumento de sortilégio da mesma forma que alguns empregam aquelas caixinhas de “preciosas promessas”: ore antes de ler pedindo entendimento ao Espírito Santo e, como disse o próprio Senhor Jesus Cristo, o Ajudador nos lembrará de Sua palavra.

Passei muitos anos, após o episódio do Exterminador, sem ir com minha mãe ao cinema: houve a fase dos amigos, depois das namoradas…

Mas sou servo de Deus e, na lei do mais puro e sincero amor, honrei minha mãe enquanto me foi possível, me permito compartilhar com vocês o registro da última vez em que pude, junto com minha irmã, levá-la ao cinema.

Obrigado por ter lido até aqui e peço que, tendo sido edificado, colabore com comentários, reações e compartilhamentos, pois o objetivo principal é aumentar o conhecimento dos que querem servir ao Senhor!

Desejando colaborar financeiramente com qualquer valor, minha chave PIX principal é [email protected] e essa imagem é do meu QR code: meu nome é Geovane Ignácio de Souza, o trecho do CPF a aparecer deve ser o “927.157” e a instituição financeira é o Nubank.

Por mais que queira, destaco que não tenho em mim mesmo a menor capacidade de forçar o Pai a te abençoar por causa disso, mas oro a Ele pedindo para que, no tempo correto e na medida multiplicada, retribua a bondade realizada da forma mais adequada: seja através de livramentos ou de diversas bênçãos possíveis.

Aqui quem escreve é o velho Teóphilo Noturno e prossigo, contra todas as adversidades, tentando alcançar — todas as terças e quintas pela noite — unidades desorientadas (e, quiçá, até as atualmente em poder do inimigo) através dos informes consolidados e atualizados que chamo d’O Pior Evangelho do Mundo.

Parafraseando o apóstolo Paulo em Efésios 6: 23-24: que a graça e a paz sejam conosco, todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade, hoje e para todo o sempre!

Ficou querendo ver melhor a imagem de abertura?

Por favor, curta e compartilhe
para alcançar mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

OUTROS TEXTOS DO MESMO AUTOR

Leave a comment

PESQUISAR