O Pior Evangelho Do Mundo

Teóphilo, O Fracassado

Gos­ta­ria de dizer que meu nome é Teóphi­lo Notur­no…
Mas se minha inten­ção é ser com­ple­ta­men­te sin­ce­ro nes­sa apre­sen­ta­ção, tal­vez eu deva come­çar assu­min­do que, sob uma pers­pec­ti­va evan­gé­li­ca moder­na, não pas­so do mais com­ple­to e retum­ban­te fra­cas­so!
Para essa gen­te que se sen­te com­pe­li­da a seguir ape­nas os “gran­des ganha­do­res de almas”, já come­ço admi­tin­do que nun­ca, em opor­tu­ni­da­de algu­ma, fui capaz de ganhar uma alma sequer… nenhuma!

Ator­do­an­te isso, não?
Mas tal­vez seja melhor ofe­re­cer uma expli­ca­ção e nada melhor que, para isso, citar as pala­vras do pró­prio Senhor Jesus Cristo?

Toda­via digo-vos a ver­da­de, que vos con­vém que eu vá; por­que, se eu não for, o Con­so­la­dor não virá a vós; mas, quan­do eu for, vo-lo envi­a­rei.
E, quan­do ele vier, con­ven­ce­rá o mun­do do peca­do, e da jus­ti­ça e do juí­zo.
Do peca­do, por­que não cre­em em mim;
Da jus­ti­ça, por­que vou para meu Pai, e não me vereis mais;
E do juí­zo, por­que o prín­ci­pe des­te mun­do já está julgado.

(João 16:7–11)

Ora, o que é “ganhar almas” se não jus­ta­men­te con­ven­cê-las do peca­do, da jus­ti­ça e do juí­zo?
Saben­do que o “Con­so­la­dor” é uma refe­rên­cia dire­ta ao Espí­ri­to San­to, como ousa você que­rer con­fron­tar as pala­vras do Senhor e ale­gar que algum homem foi capaz de exe­cu­tar uma tare­fa pró­pria e exclu­si­va daque­le que nos foi dado ape­nas após a subi­da d’E­le?
Mes­mo o após­to­lo Pau­lo, o úni­co autor bíbli­co a rela­ci­o­nar o ter­mo “ganhar” a diver­sos tipos de pes­so­as, faz ques­tão de escla­re­cer seu papel:

Por­que, se anun­cio o evan­ge­lho, não tenho de que me glo­ri­ar, pois me é impos­ta essa obri­ga­ção;
e ai de mim, se não anun­ci­ar o evan­ge­lho!
E por isso, se o faço de boa men­te, terei prê­mio;

mas, se de má von­ta­de, ape­nas uma dis­pen­sa­ção me é confiada.

(1 Corín­ti­os 9:16–17)

Então, se mui­tos con­se­guem ver no pros­se­gui­men­to des­se tex­to algu­ma pos­si­bi­li­da­de de Pau­lo estar “ganhan­do almas”, tal­vez deves­sem expe­ri­men­tar subs­ti­tuir esse ter­mo por “ganhar a aten­ção” ou até “ganhar a con­fi­an­ça” a cada um dos exem­plos enu­me­ra­dos, isto por­que Pau­lo diz, sim, ter ganho a opor­tu­ni­da­de de pre­gar o evan­ge­lho para ser­vos, judeus, fra­cos… mas em momen­to algum suge­re que todos aque­les a quem pre­gou se con­ver­te­ram: além dis­so ser um tra­ba­lho exclu­si­vo do Espí­ri­to San­to, só será efi­caz naque­les a quem o Senhor mar­cou para tal.
Logo, qual­quer cri­a­tu­ra que ouse osten­tar o títu­lo de “ganha­dor de almas” não pas­sa de alguém con­su­mi­do pela vai­da­de ou ido­la­tra­do por aque­les que o iden­ti­fi­cam des­sa forma.

Não seja duro des­sa for­ma! — pode­rão dizer alguns — O modo com que alguns foram capa­ci­ta­dos a pre­gar ou a escre­ver os tor­na, sim, ganha­do­res de almas, pois con­se­guem fazer que os peca­do­res enxer­guem a men­sa­gem de uma manei­ra mais agra­dá­vel, mais fácil de com­pre­en­der…
Nova­men­te, caro lei­tor, este é um raci­o­cí­nio enga­no­so e na Bíblia encon­tra-se regis­tra­da a úni­ca for­mu­la autên­ti­ca para se alcan­çar a ver­da­dei­ra fé:

De sor­te que a fé é pelo ouvir,
e o ouvir pela pala­vra de Deus.

(Roma­nos 10:17)

Só para fechar esse cír­cu­lo ini­ci­al de raci­o­cí­nio, deve­mos lem­brar nova­men­te do que Pau­lo dis­se: AI DE MIM SE NÃO ANUNCIAR O EVANGELHO!
Ele era o der­ra­dei­ro após­to­lo — e esse papel foi extin­to na atu­al con­fi­gu­ra­ção do legí­ti­mo Cor­po de Cris­to — e nos dei­xou essa pétrea cor­re­la­ção dire­ta entre o evan­ge­lho e a pala­vra de Deus!
Saben­do que nem Armí­nio nem Cal­vi­no foram cita­dos na Pala­vra e que a cada vez que me arris­co a anun­ci­ar o evan­ge­lho — o faço tão cheio de temor e bus­can­do pro­ver tão far­to “recheio” de puras e cro­no­lo­gi­ca­men­te cor­re­tas refe­rên­ci­as bíbli­cas — che­go a ser con­si­de­ra­do “cha­to” por minha didá­ti­ca, cons­ta­tei as seguin­tes lições:

  1. Quan­do reple­to de entu­si­as­mo e imbuí­do de uma inten­ção basi­ca­men­te armi­ni­a­na (con­ven­cer quem tiver livre arbí­trio) pre­pa­ro uma men­sa­gem “mata­do­ra” e ao final per­ce­bo que nem todos os pre­sen­tes foram con­ven­ci­dos, vejo que o cal­vi­nis­mo e seu argu­men­to de que alguns estão pre­des­ti­na­dos à con­de­na­ção são total­men­te plausíveis.
  2. Quan­do sem dis­po­si­ção nem tem­po e acos­sa­do por ser o úni­co com algum conhe­ci­men­to ver­da­dei­ra­men­te bíbli­co para ten­tar elu­ci­dar uma ques­tão na qual sequer pre­ten­dia me envol­ver e ao final per­ce­bo que ain­da assim foi des­per­ta­do um genuí­no inte­res­se pelos rudi­men­tos do evan­ge­lho, nova­men­te levo um sola­van­co por ter ten­ta­do esca­par de ligar um poten­ci­al pre­des­ti­na­do à sal­va­ção à verdade…
  3. E, por fim, quan­do ain­da tinha a cora­gem de pas­sar por empre­sas ecle­siás­ti­cas e mui­tas vezes per­der tem­po escu­tan­do dis­cur­sos vazi­os da Pala­vra — mas reple­tos de psi­co­lo­gia, auto­a­ju­da, pro­mes­sas vazi­as, ale­gres dan­ci­nhas inó­cu­as, vãs repe­ti­ções, neu­ro­lin­guís­ti­ca, e mani­pu­la­ção emo­ci­o­nal (entre outras tan­tas e ini­ma­gi­ná­veis aber­ra­ções pos­sí­veis) —e capa­zes de fazer o públi­co pular de suas cadei­ras em bus­ca de algo que qual­quer um dese­ja­ria ter, mas que nun­ca foi, de fato, pro­me­ti­do por Deus… aí eu cons­ta­ta­va que a por­ta lar­ga está escan­ca­ra­da e é cada vez mais bem suce­di­da e popular.

Foram, basi­ca­men­te, essas as obser­va­ções que me per­mi­ti­ram con­cluir que eu, de fato, nun­ca che­guei nem per­to de ganhar uma alma sequer para Jesus Cris­to… isso sem­pre foi e sem­pre será obra exclu­si­va do Espí­ri­to Santo.

Por­que já o mis­té­rio da injus­ti­ça ope­ra;
somen­te há um que ago­ra o retém até que do meio seja tirado…

(2 Tes­sa­lo­ni­cen­ses 2:7

Mas nem só de fra­cas­so foi cons­truí­da minha car­rei­ra: tam­bém foi uma jor­na­da reple­ta de erros e pre­ten­do lis­tar alguns assim que pos­sí­vel.
Não per­ca!

Me dê uma curtida?
  • 1
    Sha­re
  • 1

Deixe uma resposta

Change Language To: Portuguese English

Creative Commons License
Except where otherwise noted, O Pior Evangelho Online by Teóphilo Noturno is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.